MARMITA

Marmita ultracongelada faturou milhões em 2016

07-01-2017
Fonte: Redação
Foto: Reprodução

Uma ideia que deu certo e que faturou milhões em 2016 que vieram de um foco de negócios corriqueiro do dia a dia, descoberto pelo  empreendedor Victor Santos, dono da Liv Up que trabalha com marmitas ultracongeladas.

Uma empresa que tem feito sucesso com congelados e chegou à marca de 2,8 milhões em faturamento em 2016.

O diferencial da empresa, segundo seu fundador, está principalmente no processo de congelamento. “Usamos o ultracongelamento. Com isso, as propriedades do alimento, como textura, consistência e sabor, são mantidas”, explica. Ou seja, é comida congelada, mas sem aquele jeitão molenga e aguado que encontramos por aí.

Segundo Santos, uma comida colocada num freezer doméstico leva de seis a dez horas para ser totalmente congelada, dependendo de sua temperatura. Esse processo super longo compromete a qualidade final.

Por isso, a Liv Up foi buscar uma técnica italiana de ultracongelamento que demora apenas 30 minutos. Assim, as propriedades dos pratos são mantidas, garante o empreendedor.

Todos os itens são embalados a vácuo inividualmente. Isso quer dizer que quem encomenda um prato na Liv Up pode optar por itens avulsos (apenas uma proteína, por exemplo) ou escolher os kits sugeridos, que incluem proteína, carboidrato e legumes.

Dentre os pratos disponíveis estão filé mignon com nhoque de batata doce; hambúrguer de atum com creme de abóbora e couve; e frango indiano com grão de bico e arroz. O preço médio de um prato é 23 reais.

Opção para comer bem

Santos garante que as opções não atendem somente ao público que está de dieta. “Desde o início não queríamos oferecer opções somente para quem quer emagrecer. Queremos atender quem quer comer bem”, afirma.

Afinal, a ideia do negócio surgiu de uma necessidade dos próprios sócios. Santos conta que tanto ele quanto seu amigo Henrique Castellani moravam sozinhos, trabalhavam muito e passavam a maior parte do dia fora de casa. Á noite, sentiam falta de opções saudáveis e práticas para comer (sem precisarem ir para o fogão).

“A gente tinha uma rotina corrida, faltava tempo, e percebemos como é difícil comer bem em São Paulo”, lembra o empreendedor.

Eles começaram então a estudar o mercado e, junto com o terceiro sócio Felipe Castellani, investiram 200 mil reais para iniciar o empreendimento, que começou suas operações no início de 2016. O negócio recebeu ainda um total de 1,2 milhão de reais de investidores ao longo do ano.

500 refeições

Hoje, a Liv Up vende cerca de 500 refeições por dia e vem crescendo a uma média de 40% ao mês. O perfil dos clientes é bem variado, afirma Santos. “Começamos pensando em pessoas como nós. Mas vimos que havia demanda de diversos perfis. Hoje atendemos muitos recém-casados e também casais mais velhos, cujos filhos já saíram de casa”, afirma.

Por enquanto a empresa entrega apenas em São Paulo, Grande São Paulo e Alphaville. A expansão para outras capitais do país é uma das metas para 2017, começando pelo o Rio de Janeiro.

Outra meta é reforçar a presença dos orgânicos nos ingredientes servidos pela marca. Hoje, cerca de 50% dos vegetais vendidos vêm de produtores orgânicos, mas Santos explica que ainda há dificuldade em conseguir esses itens para todos os pratos.

Compartilhe nas mídias sociais



Acompanhe também as notícias pelo celular ou tablet