ROTA DO PEIXE

Rota do Peixe receberá recursos no valor de R$ 8,5 mi

03-01-2017
Fonte: Redação
Foto: Reprodução

Através de emenda parlamentar individual impositiva somados a recursos assegurados junto ao Ministério da Integração Nacional, o deputado Ezequiel Fonseca  garantiu, em Brasília, nos anos de 2015 e 2016, o empenho do valor de R$ 8,5 milhões para a execução do projeto Rota do Peixe de desenvolvimento e estruturação da cadeia produtiva da piscicultura na região oeste de Mato Grosso, por meio da aquisição de veículos, máquinas equipamentos, construção de 2 Unidades de Processamento do Pescado (Vila Bela e São José dos Quatro Marcos), e ainda consultoria técnica para elaboração de projetos executivos de piscicultura em áreas de assentamentos e ração para peixes.

Idealizado pelos Consórcios de Desenvolvimento Regional Nascentes do Pantanal e Vale do Guaporé, o projeto é considerado um dos maiores e mais abrangentes voltados para setor nos últimos 30 anos. “Com o empenho e garantia de pagamento o projeto entra para a história da região oeste por possibilitar a mudança de vida de milhares de famílias como nenhum outro jamais visto”, afirmou Fonseca.

O parlamentar detalhou à redação no dia 29 de dezembro, o cronograma de investimentos do projeto e sua luta pela consolidação do Rota do Peixe.

Segundo ele, após empenhado, foi assinado no último dia 27, pela presidente do Consórcio Nascentes do Pantanal,  prefeita de Lambari D’ Oeste, Maria Manea e, presidente do Consórcio Vale do Guaporé, prefeito de Nova Lacerda, Walmir Moretto, a contratação dos convênios junto a Secretaria de Desenvolvimento Regional do Ministério da Integração Nacional no valor de R$ 3,5 milhões. Já, na data de hoje, 30, foi empenhado em benefício do projeto Rota do Peixe o valor aproximado de R$ 5 milhões, após intenso trabalho do parlamentar nestes últimos dias em Brasília. Já a liberação dos recursos financeiros está programada para o início do ano de 2017.

Ezequiel Fonseca lembra a importância de incentivar e dinamizar a economia local e regional através da pequena produção. "Essa é uma importante iniciativa, estamos dedicando atenção especial à agricultura familiar, olhamos com muito carinho as demandas e percebemos a necessidade da implementação de projetos que venham desenvolver e ampliar a produtividade. A piscicultura vai gerar renda, fixar as famílias no campo evitando o êxodo rural, além de desenvolver economicamente a região”, salientou.

O projeto Rota do Peixe é direcionado aos agricultores familiares dos municípios localizados na região de fronteira de Mato Grosso com a Bolívia, pertencentes aos Consórcios do Complexo Nascentes do Pantanal: Araputanga, Curvelândia, Figueirópolis D’Oeste, Glória D’Oeste, Indiavaí, Jauru, Lambari D’Oeste, Mirassol D’Oeste, Porto Esperidião, Reserva do Cabaçal, Rio Branco, Salto do Céu e São José dos Quatro Marcos; e do Consórcio do Vale do Guaporé os municípios de Pontes e Lacerda, Vila Bela da Santíssima Trindade, Campos de Júlio, Nova Lacerda, Comodoro, Conquista D' Oeste.

Compartilhe nas mídias sociais



Acompanhe também as notícias pelo celular ou tablet