SPA SOBRANCELHAS

Empresária fatura R$ 90 milhões com Spa das Sobrancelhas

Jane Muniz superou perda da mãe, do irmão e uma falência antes de fundar franquia que já conta com mais de 400 unidades no País
14-09-2018
Fonte: Redação
Foto: Reprodução

Independente da históia triste de vida que fez questão de contar em um livro, a fundadora do Spa das Sobrancelhas, Jane Muniz abriu as portas há seis anos e já atingiu um nível de faturamento de R$ 90 milhões no ano passado.

Mas entre a cena descrita na infância de Jane na comunidade do Fubá, na zona norte do Rio de Janeiro, e o sucesso da empresária dona do Spa das Sobrancelhas que se tornou um verdadeiro Império da Beleza, muita coisa aconteceu. E antes de melhorar, tudo ainda piorou um pouco mais.

"Minha mãe morreu quando eu tinha 8 anos e meu pai criou sozinho a mim, minha irmã e dois irmãos. A gente tinha uma vida pobre e simples. E em volta da gente, mais pobreza e violência. Tanto que meu irmão mais velho se perdeu no tráfico. Foi terrível, mas me ensinou a importância das escolhas que faço na vida", revela Jane antes de continuar, "Eu não queria ter o mesmo fim que ele. Por isso, desde nova, me virava para conseguir ter meu dinheiro de jeito honesto. Aos 9 anos, carregava água para os vizinhos por uns trocados; aos 10, lavava louça e roupa. Com 13, consegui meu primeiro emprego vendendo bijuteria. Depois, não parei mais".

A partir daí,  Jane Muniz passou por diversos empregos: atendente, secretária e vendedora de diversas lojas até que teve o primeiro contato com o mundo da beleza em uma perfumaria. "Antes, eu lavada os cabelos com sabão de coco e mal sabia o que era um condicionador", revela ela que hoje é mestre em visagismo facial e logo teve sua primeira aventura no empreendedorismo.

"Meu primeiro negócio, na verdade foi aos 19 anos, uma loja de presentes, com uma sócia de 54 anos. O negócio deu certo, mas eu saí dele por incompatibilidade de ideias com minha antiga sócia. Voltei para ser gerente da loja em que tinha trabalhado como vendedora, mas logo surgiu a ideia de ter um negócio próprio na área de beleza", conta a empresária.

Jane Muniz decidiu se juntar ao então namorado, Marko Porto — hoje marido e sócio — para abrir o próprio salão de beleza. Eles fizeram um curso de cabeleireiro e com um investimento de R$ 8 mil fizeram o negócio decolar. Tudo ia muito bem, até que os planos de expansão levaram Jane e Marko à falência.

"Nós abrimos um salão ao lado de um outro que bombava, atendia artistas, e deu supercerto. Fomos conquistando cada vez mais clientes em questão de meses. Então, recebemos uma proposta para comprar mais um salão, expandir, e foi nosso maior erro", conta Jane que explica os motivos, "dividindo nossa energia entre duas unidades num momento em que ainda não estávamos preparados, não conseguimos cuidar tão bem dos dois salões e a clientela foi começando a cair, mas os custos agora eram em dobro. Ficamos devendo aluguel, telefone, salário de funcionários, fornecedores, e então fechamos o salão com uma mão na frente e outra atrás".

A empresária carioca conta que ficou destruída, como quem estava caindo em um poço bem fundo, "com uma sensação de fracasso indescritível", mas ela não se deu por vencida: "encontrei uma mola no fundo do poço que me levou de volta. Liguei para todo mundo e avisei que ia começar de novo e que pagaria como pudesse. A grande lição que tirei disso é que a sinceridade ajuda nessa ocasiões. As pessoas para quem eu devia sentiram minha honestidade. Tudo que eu estava vivendo era fruto de uma escolha errada, mas eu daria a volta por cima", conta.

Determinada, mas sem dinheiro, Jane pegou alguns panfletos e ficou na porta do novo salão convidando as pessoas a entrar. Sem desanimar, a estratégia funcionou, e em poucos meses ela já tinha conquistado uma clientela fiel novamente. Foi quando, ela e o marido tiveram uma sacada: "como o estabelecimento já dava um atendimento especial às clientes que queriam tratar as sobrancelhas, percebemos que a grande busca pelo serviço, que tem baixo custo, poderia trazer bons frutos."

Para fazer o novo negócio finalmente dar certo, além de perseverar, Jane e Marko tiveram que aprender com os erros. Por isso, a empresária diz que as primeiras experiências "me deixaram mais forte. Nós aprendemos muitas coisas positivas com a falência, principalmente na questão da energia. Se você acredita no seu negócio, não divida energia enquanto ele não for auto-suficiente, rodar sozinho. Além disso, procure ter pessoas, dentro do seu negócio, com o mesmo vigor que você e tenha planejamento de tudo que for fazer", aconselha Jane.

Depois de muito planejamento, pesquisa de mercado, pesquisa com os próprios clientes, análises numéricas e inúmeras simulações, Jane ganhou confiança para vender o salão e finalmente montar o Spa das Sobrancelhas que segundo ela "nasceu para dar certo".

A ideia era oferecer um serviço único, inédito no Brasil, de baixo custo e alta rentabilidade, mas também com uma proposta clara: "o objetivo do Spa das Sobrancelhas é mostrar para as mulheres de todo Brasil que o design de sobrancelhas em nossas lojas pode transformar o visual delas. Nossa missão é valorizar o olhar e ressaltar a beleza de cada um, nos dedicamos a aprimorar e evoluir nossa técnica, sempre trazendo o que há de mais avançado em visagismo facial."

Dedicada a melhorar sempre, enquanto tocava o negócio, Jane foi se especializando cada vez mais. Se tornou mestre em visagismo facial, criou o método Jane Muniz de Embelezamento de Olhar e da Técnica Dermolev "a evolução da dermopigmentação" e se tornou a maior referência nacional em design de sobrancelhas. Um nicho. Porém, um nicho que se mostrou altamente lucrativo.

Dentro do Spa das Sobrancelhas, o serviço mais realizado, naturalmente, é o design de sobrancelhas "que é o alinhamento dela com a assimetria do cliente. Então é um serviço exclusivo para cada pessoa", afirma Jane que explica "ao todo, nós temos uma média de 20 serviços oferecidos, mas nós não fazemos sobrancelhas, fazemos embelezamento do olhar , este é o nosso conceito. Até por isso, antes de realizar qualquer procedimento é feito sempre um projeto, para levar autoestima. Nós nos especializamos em olhar e somos apaixonados por beleza. Antes de ser um negócio, temos consciência de que estamos levando beelza para milhares de pessoas. Por isso, somos líderes."

E a prova de que o negócio tinha sido muito bem planejado antes e que fez sucesso é rápido é que Jane e Marko pensaram desde o primeiro dia em franquear. "Desde o início, pensamos em franquear. Fizemos consultoria especializadas para o o franchising. Nossos protocolos eram bem estruturados. A nossa franquia é muito particular. Primeiro que é algo que não existia no mercado e outra que nosso perfil de franqueado é bem diferenciado. O nosso objetivo é continuarmos sendo os maiores", relata Jane.

Os franqueados passam por uma série de treinamentos em áreas estratégicas de atuação do negócio como financeiro, estoque, jurídicio, gestão de equipe, marketing, produtos, técnicas de venda, sistemas, relatórios e acompanhamentos de modo que Jane diz que sua empresa é mais do que uma franqueadora, "somos consultores de negócios que intermediarão a sua realização financeira", de forma que "não basta ter o dinheiro necessário. Os candidatos precisam passar por um processo de seleção das empresas que avaliam a afinidade com o negócio e o perfil que se adeque com a rede", explica Muniz.

Dessa forma, o Spa das Sobrancelhas chegou ao longo de 2017 às 400 unidades franqueadas em todo País. Diante desse cenário, o que mais a sócio-fundadora que saiu da periferia do Rio de Janeiro, superou a perda de entes queridos, a pobreza extrema e uma falência traumatizante antes de investir apenas R$ 8 mil e agora faturar R$ 90 milhões apenas no ano passado poderia querer mais?

"O nosso próximo passo é ter um espaço em um canal na televisão para poder mostrar todo o universo da beleza, bem-estar e autoestima para muito mais pessoas. Fora isso, estamos retomando nosso processo de expansão, já que tínhamos desacelerado depois de toda essa crise financeira e política que o Brasil mergulhou. Ficamos muito focados em capacitar nossos franqueados, onde envolvemos ele em absolutamente tudo em gestão de negócios para transformá-lo em um grande gestor e líder", relatou Jane.

A dona do Spa das Sobrancelhas , no entanto, também tem um outro objetivo: olhar para trás e ajudar pessoas que estão hoje, na mesma posição que ela estava ao começar. "Fiz questão que o livro que escrevi fosse vendido a R$ 20, um valor que qualquer pessoa pode adquirir. Expus a minha vida para poder mostrar para as pessoas que elas podem dar a volta por cima. Lamento que muitos vão morrer no tráfico por consequência de más escolhas, mas tento levar luz e conhecimento a elas para que elas tenham o mesmo desejo de mudar que eu tive e não se rendam a uma vida fácil, apenas no sentido figurado da palavra."

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS



FINANÇAS PESSOAIS