CURSO AGRONEGÓCIO

Curso fala das competências exigidas pelo agronegócio

O curso será ministrado pelo mestre em Agronegócios, Fernando Wosgrau, e terá como principal objetivo desenvolver nos participantes uma visão sistêmica e crítica sobre o setor
05-07-2018
Fonte: Redação
Foto: Reprodução

O mercado de trabalho tem se expandido no ramo do Agronegócio. Principalmente em Mato Grosso. Entretanto, grande parte dos profissionais não estão preparados para as exigências das empresas que atuam no setor. Para apresentar quais são as competências e como os profissionais podem se tornar aptos para essas funções, será promovido o curso ‘Agronegócio: Competências profissionais exigidas no século 21’, em Cuiabá. A capacitação será realizada pelo Instituto Panamericano, no próximo dia 7 (sábado).

De acordo com o professor que ministrará o curso, mestre em Agronegócios, Fernando Wosgrau, a principal finalidade será desenvolver nos participantes uma visão sistêmica e crítica sobre o setor. “Pelo fato do agronegócio ser complexo, existem artigos científicos, teses e dissertações que buscam identificar as competências profissionais exigidas pelas empresas que participam do agronegócio. E, diferente do que muitos pensam, que a principal exigência é o conhecimento técnico, essas pesquisas indicam a necessidade que as pessoas tenham qualidades pessoais, de comunicação e expressão”, afirma ele.

Wosgrau explica que existem três atributos que o profissional deve apresentar de forma simultânea: conhecimento, habilidade e atitude. Ele cita o exemplo de um vendedor que tem conhecimento técnico do produto, porém, tem dificuldade em comunicar esse conhecimento para o comprador. “Nesse caso, falta ao vendedor habilidade de se expressar de forma clara e, mesmo assim, ele tenta a venda, então, ele tem atitude. Pelo fato de ter limitações na habilidade de comunicação, ele não tem desenvolvido plenamente a competência de vendas”.

Ele avalia que hoje existe uma nova realidade no setor, com o uso de softwares para a coleta e armazenamento de dados, tecnologias em máquinas e implementos, além do avanço em produção de sementes mais resistentes e adaptáveis. “Em função de toda essa evolução, as empresas buscam profissionais que tenham competências para lidar com os processos, mas que também coloquem em prática as estratégias institucionais. A pró-atividade, empatia e resiliência são algumas dessas competências. É importante destacar que a maioria das empresas contrata pelo conhecimento e demite pelo comportamento”, ressalta ele.

O público-alvo do curso são os profissionais que já atuam ou pretendem atuar no agronegócio, como trabalhadores rurais, pecuaristas, funcionários de revendas de defensivos e máquinas agrícolas, acadêmicos dos cursos de agronomia, veterinária, zootecnia, administração, entre outros. “Entretanto, como esse curso aborda as competências profissionais, e, essas são solicitadas e exigidas em todas as empresas independente do setor, optou-se por disponibilizar vagas para todos que tenham interesse sobre o tema, independente da área de atuação profissional”, informa Wosgrau.

Durante o curso, além das principais competências profissionais, serão abordados outros temas, como a revolução dos sistemas agroindustriais, os mercados e as tendências do agronegócio. A capacitação será realizada no Instituto Panamericano e terá a duração de 4h.  Outras informações podem ser obtidas pelos telefones (65) 3321-6398 e 99940-5963.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS



FINANÇAS PESSOAIS