fbpx
Abate de bovinos reduz no primeiro trimestre do ano. Fêmeas registram maior queda

O abate de gado em Mato Grosso registrou o menor índice dos últimos dois anos, segundo levantamento do Instituto de Defesa Agropecuária (INDEA). De janeiro a março foram abatidas 612,14 mil cabeças de bovinos machos e 452 mil fêmeas. A queda é de 5,10% e 26,61%, respectivamente, no comparativo anual. 

Os produtores estão cautelosos, pois nos dois primeiros meses do ano, o abate já vinha em queda, segundo noticiado pelo MT Econômico. O primeiro bimestre de 2021 apresentou um volume menor de animais abatidos (717,8 mil) do que no primeiro bimestre de 2020 (879,9 mil) – em uma redução de -18% na comparação. Veja mais aqui

Vale lembrar que o ciclo pecuária é determinante que haja os abates, principalmente das fêmeas, fator determinante para a pecuária de corte. 

O Indea aponta que se este cenário de retenção mais intensa das fêmeas perdurar, a tendência no médio prazo é de que a oferta de animais de reposição seja elevada. Já a curto prazo, essa oferta escassa de animais aptos para o abate vem influenciando e ditando o mercado físico do boi gordo.

Leia mais: Com preço da carne elevado e queda nas exportações, frigoríficos ficam ociosos em Mato Grosso