Aprosoja avalia sistemas de produção nas lavouras de MT

A  Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) está percorrendo  as lavouras de milho das regiões Norte, Sul, Leste e Oeste do Estado. 

São seis equipes que estão fazendo a  terceira edição do Circuito Tecnológico – Etapa Milho, que se encerra no dia 29. 
 
A ideia  é monitorar as lavouras de milho a partir de seus aspectos fitossanitários e realizar diagnóstico dos sistemas de produção. A partir dos dados, é possível obter a estimativa da safra. Outro ponto fundamental durante o Circuito Tecnológico é a identificação de problemas e a oportunidade de soluções por meio de ações da Aprosoja. 
 
A meta é  aplicar 220 questionários nas propriedades rurais. “Com esse número, vamos aumentar a amostragem nas regiões de Mato Grosso e, com isso, a estimativa da safra será mais fiel ainda. Teremos um panorama maior, certamente”, destaca a analista de projetos, Cristiani Bernini. 
 
Em 2015, foram 111 propriedades visitadas, em 26 municípios. Neste ano, o objetivo é que 27 cidades sejam visitadas pelas equipes, que devem fazer uma média de oito propriedades rurais por dia. 
 
As equipes – Além de analistas da Aprosoja, as equipes serão compostas por técnicos do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e representantes da UPL e da Agroconsult. 
 
Realização e apoio – O Circuito Tecnológico Etapa Milho ocorrerá de 25 a 29 de abril e é realizado pela Aprosoja e pela Embrapa, com apoio do Imea. São patrocinadores a Syngenta, Dupont e UPL.

%d blogueiros gostam disto: