fbpx
Com atraso da colheita de soja em Mato Grosso, milho perde a janela ideal de plantio

O plantio da safrinha de milho está com atraso em Mato Grosso. Até o momento cerca de 73% foram semeados, faltando praticamente 30%, segundo informação do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea). Com as chuvas em excesso a colheita de soja está atrasada, não liberando as áreas para o milho. A janela ideal de semeadura do milho terminou no final de fevereiro. 

A soja além de estar travando a semeadura do milho está apodrecendo em Mato Grosso. O excesso de chuvas no Estado tem gerado prejuízos aos produtores rurais. Cerca de 67 municípios podem decretar estado de emergência ou calamidade nos próximos dias, conforme noticiado pelo MT Econômico. Veja mais aqui.

Comercialização do milho

Mato Grosso comercializou 70,89% da safra de milho 2020/2021 até fevereiro, segundo o Imea. O avanço de janeiro para fevereiro foi de 2,94 pontos porcentuais e o total comercializado ficou, pela primeira vez, menor do que o observado na safra passada, “sendo influenciado pelas incertezas do atraso na semeadura do cereal”. O preço médio da saca foi de R$ 58,64.

O instituto informou também que as vendas de milho da safra passada, do ciclo 2019/20, se encerraram em fevereiro, quando o estado comercializou os últimos 0,47% da colheita ainda guardada nos silos ao preço médio de R$ 67,65 por saca.

Leia mais: Chuvas continuam atrasando plantio de milho em Mato Grosso e desempenho é o pior das últimas cinco safras