Representantes dos setores da agropecuária, indústria, comércio de bens, serviços e turismo de Mato Grosso elaboraram uma carta manifesto para entregar aos deputados e senadores de Mato Grosso pedindo que os políticos votem pelo  impeachment da presidente Dilma Rousseff.
 
Devem receber o  manifesto os  oito parlamentares da Câmara Federal e os três Senadores que representam Mato Grosso no Congresso Nacional. Também será enviado para deputados estaduais para que converse com os federais de suas bases pela votação do impeachment.

Desde o dia 21 de março, lideranças estão se reunindo para discutir a grave crise política e suas implicações nos setores que movimentam a economia de Mato Grosso e as possíveis ações para fortalecer o movimento pró-impeachment da presidente Dilma Rousseff.
 
"A Famato, juntamente com outras entidades do setor produtivo, entende que a situação do Brasil é gravíssima. Vivemos um momento de falta de confiança e credibilidade, redução de investimentos e um grande aumento do desemprego. A mudança que queremos é para todos nós, cidadãos, que pagamos impostos e não vemos o retorno em serviços essenciais como a saúde, segurança e educação", afirma o presidente do Sistema Famato/Senar, Rui Prado.
 
O documento foi assinado  por representantes das seguintes entidades: Famato (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso), Fecomércio (Federação do Comercio de Bens, Serviços e Turismo de Mato Grosso), Fiemt (Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso), Facmat (Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Mato Grosso), FCDL (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Mato Grosso), Acomac (Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção de Mato Grosso), Sindcomac (Sindicato de Comércio Varejista de Material de Construção, Louças, Tintas, Vidraçaria, Ferragens, Elétricas e Hidráulicas de Mato Grosso), Acrismat (Associação dos Criadores de Suínos de Mato Grosso), Ampa (Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão), Aprosmat (Associação dos Produtores de Sementes de Mato Grosso), Aprosoja (Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso), Aquamat (Associação dos Aquicultores de Mato Grosso), Arefloresta (Associação de Reflorestadores de Mato Grosso), Assovale (Associação dos Fornecedores de Cana do Vale do Rio Paraguai), Cipem (Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira de Mato Grosso), OAB (Ordem dos Advogados do Brasil seccional em Mato Grosso), OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras de Mato Grosso), Ovinomat (Associação Mato-grossense dos Criadores de Ovinos), Aproleite (Associação dos Produtores de Leite e Mato Grosso), Sindalcool (Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras de Mato Grosso) e os movimentos Muda Brasil, Avança Brasil, Vem pra Rua e Movimento pela Ordem.
 
Para ler o manifesto na íntegra acesse: http://sistemafamato.org.br/portal/arquivos/07042016050529.pdf.