fbpx
Escassez de chuvas gera prejuízo de até 50% na produção do milho em algumas regiões de Mato Grosso

A falta de chuvas em Mato Grosso está prejudicando o desenvolvimento do milho segunda safra, gerando perdas de até 50% na produção em algumas áreas. Produtores relataram prejuízos em Jaciara, Araguaia e Sorriso. No entanto, outras regiões também foram afetadas no Estado.

Ao todo, já são 40 dias de seca deixando os produtores apreensivos. Com menos milho no mercado e aumento da demanda, o preço do grão tem aumentado, segundo noticiado pelo MT Econômico anteriormente aqui.

Em outros estados do país também tem ocorrido seca e prejudicado a safra do milho. Na última sexta-feira (30), a Safras & Mercado cortou em mais de 8,5 milhões de toneladas a projeção para a colheita de milho do Brasil, para cerca de 104 milhões de toneladas, com a estiagem pressionando a estimativa para a segunda safra que está em desenvolvimento.

Comparada à avaliação de março, a consultoria reduziu em mais de 3 milhões de toneladas a produção em Mato Grosso, para 30,4 milhões de toneladas, mas ainda assim, vê áreas em boas condições no maior produtor brasileiro, o que traz algum alívio para o mercado que lida com preços recordes do cereal no Brasil.

Leia mais: Conab avalia possibilidades de parcerias com setor privado para modernizar armazéns