fbpx
Exportações de Mato Grosso registram mais um recorde em 2021

As exportações de Mato Grosso fecharam os oito primeiros meses deste ano com receita recorde, ao acumular saldo de US$ 16,40 bilhões. Além de ser o maior faturamento já registrado pela série histórica do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), ao Estado nesse período, as cifras apontam um crescimento de 25,8% sobre o contabilizado entre janeiro e agosto do ano passado.

Mais uma vez, os destaques do comércio exterior local são a soja em grão, responsável por 59% do faturamento atual, e a China, maior parceiro comercial de Mato Grosso e que responde por 36,5% da receita dos oito primeiros meses.

Dados atualizados pelo MDIC no começo desse mês mostram ainda que o saldo da Balança Comercial de Mato Grosso – diferença entre as cifras geradas com as exportações e os desembolsos das importações – segue como o terceiro maior do País, fechou agosto com faturamento de US$ 14,85 bilhões, atrás do contabilizado pelo Pará, US$ 19,61 bilhões, e Minas Gerais, US$ 18,72 bilhões. O saldo estadual é o resultado da receita acumulada com os embarques, os US$ 16,40 bilhões, debitado US$ 1,50 bilhão das importações.

Na comparação anual do faturamento de agosto, a receita de 2021 foi de US$ 1,52 bilhão contra US$ 1,40 bilhão em igual mês do ano passado.

Da pauta estadual, a soja em grão chega a agosto com faturamento de US$ 9,7 bilhões, 31,5% a mais quando comparado ao contabilizado em igual intervalo do ano passado.

O algodão responde sozinho por 9,2% da receita estadual. Movimentou de janeiro a agosto US$ 1,51 bilhão, cifras 39,5% maiores que o saldo do mesmo momento de 2020.

O milho, mesmo em terceiro lugar entre os produtos mais embarcados pelo Estado, é o único – entre as principais commodities – a apresentar queda no faturamento anual, recuou 10% ao somar receita de US$ 1,33 bilhão em oito meses. O cereal detém 8,1% de participação sobre o total faturado pela pauta mato-grossense.

A carne bovina é o quarto produto mais exportado e fecha o período com participação de 7% sobre a receita global de Mato Grosso. De janeiro a agosto soma receita de US$ 1,14 bilhão, 9% a mais que no mesmo acumulado do ano passado.

MERCADO – Entre os principais consumidores da pauta estadual está a China, liderando o ranking com compras que somam US$ 6 bilhões até agosto. Na sequência está a Espanha com negócios que geraram US$ 1,02 bilhão, seguido pela Tailândia, US$ 935 milhões. O top cinco dos maiores parceiros comerciais de Mato Grosso fecha com a Turquia, US$ 833 milhões e Países Baixos (Holanda) com US$ 760 milhões.  

Leia também: Gastos com fertilizantes devem ser 50% maior e impactar produtores de soja e milho

Tagged: , , , , , ,