Exportações de MT crescem 18% em 2021 e batem novo recorde

As exportações mato-grossenses atingiram novo recorde em 2021 ao contabilizar receita de US$ 21,53 bilhões. O faturamento, além de registrar marca histórica, é 18% maior que o consolidado em 2020, US$ 18,23 bilhões.

Mato Grosso fechou o ano como quinto maior exportador brasileiro. O superávit é o terceiro maior do País, R$ 18,42 bilhões, atrás do saldo da Balança Comercial do Pará, US$ 27,63 bilhões e de Minas Gerais, US$ 25,12 bilhões. O saldo da Balança Comercial que indica déficit ou superávit resulta na diferença entre as cifras geradas com as exportações ante aos desembolsos feitos com as importações. Em 2021, Mato Grosso exportou o equivalente a US$ 21,53 bilhões e importou US$ 3,11 bilhões, gerando um resultado positivo de US$ 18,42 bilhões. Os dados são do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic).

A receita da pauta estadual foi beneficiada pela valorização do dólar e pela maior demanda do mercado internacional pelas commodities. Nesse movimento destacam-se resultados inéditos para as exportações de soja em grão e para o algodão, ambos com receita recorde. A China liderou o consumo, manteve-se como maior parceiro comercial de Mato Grosso, respondendo por 32% de tudo que o Estado exportou ao longo do ano passado e, ainda na comparação anual, aumentou em 28% a demanda pela pauta estadual.  

Leia também: Pauta mato-grossense de exportação se diversifica e dá espaço ao açúcar e feijão

Em relação à pauta, a soja teve o melhor ano na história do comercio exterior do Estado, com receita de US$ 10,4 bilhões, respondendo por 48% do faturamento global do Estado. Na comparação dom 2020, o resultado é 36% maior.

O algodão, também com saldo inédito, contabilizou receita de US$ 2,4 bilhões, quase 15% a mais que no ano anterior, e responde por 11% da pauta.

O milho, com participação de 14% sobre a receita estadual, registrou o pior ano desde 2017, retraindo a receita em 17% frente ao consolidado em 2020. De janeiro a dezembro somou vendas de US$ 3,1 bilhões.

As carnes bovinas somaram receita de US$ 1,72 bilhão, ampliando o saldo financeiro anual em 5,66%, participando com 8% do total faturado pelo Estado.

DESTINOS – A China segue sendo o maior parceiro comercial de Mato Grosso com negócios de US$ 7 bilhões. Na sequência e com a maior variação anual está a Espanha com US$ 1,26 bilhão e crescimento de 42%. Na terceira colocação vem a Tailândia com US$ 1,07 bilhão, seguida pela Turquia com US$ 1 bilhão e por fim, os Países Baixos com US$ 8,71 milhões.

IMPORTAÇÕES – Apesar da valorização do dólar sobre o real, as importações cresceram 73% em 2021 ante 2020, passando de US$ 1,80 bilhão para US$ 3,11 bilhões. No ano passado, 85% das aquisições mato-grossenses foram de adubos e ou fertilizantes. Somente com esses itens foram desembolsados US$ 2,7 bilhões de janeiro a dezembro.

VEJA AQUI MAIS NOTÍCIAS DE AGRONEGÓCIO E INDÚSTRIA

Tagged: , , ,
%d blogueiros gostam disto: