Exportações do agronegócio de MT superam, até setembro, toda receita de 2020

A receita das exportações mato-grossenses dos produtos do agronegócio supera, até setembro, todo realizado em 2020. Conforme dados da Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), de janeiro a setembro deste ano foram faturados US$ 17,51 bilhões. Em doze meses do ano passado foram consolidados US$ 17,33 bilhões.

No mesmo acumulado do ano passado, por exemplo, a receita com pauta agro estadual somava US$ 14,16 bilhões. Nessa comparação entre os nove primeiros meses de 2021 ante 2020, há um crescimento de 23,65%.

Os embarques com cifras recordes em Mato Grosso se sustentam nas exportações de soja em grão. Quase 70% da receita desses nove meses vieram das negociações do grão. Outros 10% das vendas de milho, 9,37% do algodão e 9,31% da carne.

Apesar da representatividade que 2021 vem registrando no comércio exterior estadual, as exportações vêm perdendo fôlego, movimento tido como normal para esse período do ano, quando a demanda internacional arrefece. O saldo dos embarques no mês passado foi 12% inferior ao registrado em igual momento do ano passado, passando de US$ 1,29 bilhão para US$ 1,15 bilhão em setembro deste ano.

No País, as exportações do agronegócio foram de US$ 10,10 bilhões em setembro, atingindo o recorde da série histórica no mês. O valor foi 21% superior ao exportado em setembro de 2020. O complexo soja e as carnes foram destaques nas exportações do mês, registrando aumento de US$ 1,91 bilhão no valor exportado.

Segundo a Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a alta deve-se à forte elevação das cotações internacionais dos produtos do agronegócio exportados pelo Brasil (+27,6). A quantidade de produtos exportados teve redução de 5,1%, comparado a setembro de 2020.

Apesar do recorde nas exportações do agronegócio em setembro, a participação do setor na balança comercial caiu de 45,8% em setembro de 2020 para 41,6% em setembro de 2021. O resultado é explicado pelo forte crescimento das exportações dos demais produtos na balança comercial brasileira (+43,5%), que também observaram elevação dos valores exportados pelo crescimento dos preços internacionais de commodities.

Em setembro de 2021, cinco setores alcançaram 80,6% do valor total exportado pelo Brasil em produtos do agronegócio: complexo soja, carnes, produtos florestais, complexo sucroalcooleiro, cereais, farinhas e preparações. Estes setores aumentaram a participação nas exportações brasileiras em relação a setembro de 2020, que foi de 79,0%.

Leia também: Mapa confirma receita recorde do agronegócio de Mato Grosso graças à soja, milho e boi

Tagged: , , , ,
%d blogueiros gostam disto: