As entidades que compõem a Equipe Gestora Estadual do Plano Estratégico 2017-2026 do Programa Nacional de Vigilância para a Febre Aftosa em Mato Grosso (PNEFA-MT) promoverão no dia 30 de setembro, das 8h às 12h (horário de MT), o 4º Fórum Estadual de Vigilância contra a Febre Aftosa em Mato Grosso. O evento será on-line, transmitido ao vivo pelo canal da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) no YouTube https://www.youtube.com/user/SistemaFamato.

No Fórum serão debatidos os principais benefícios, desafios e oportunidades do Plano Estratégico 2016-2027, mais especificamente a retirada da vacinação contra a febre aftosa, tanto para o pecuarista como para toda a cadeia produtiva da carne.

Em maio deste ano, parte do estado de Mato Grosso, participante do Bloco I do PNEFA, foi reconhecida pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como zona livre de febre aftosa sem vacinação. Entre os municípios estão Rondolândia e partes de Aripuanã, Colniza, Comodoro e Juína. A meta do programa é que todo o Estado seja considerado livre de febre aftosa sem vacinação.

As entidades que fazem parte da Equipe Gestora Estadual estão trabalhando ativamente para fortalecer o sistema de defesa sanitária animal do Estado. Dessa forma, o Fórum visa esclarecer dúvidas dos atores envolvidos na cadeia da carne sobre o tema e estreitar o bom relacionamento entre o produtor rural e o serviço de defesa animal, já que ambos são considerados os principais atores no processo de certificação de Mato Grosso como livre de febre aftosa sem vacinação.

Especialistas do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Agência de Defesa Sanitária Agrossilvipastoril do Estado de Rondônia (IDARON), Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (ABIEC), Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do Rio Grande do Sul (SEAPDR), Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT), Famato e Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) vão debater sobre como a vigilância sanitária de forma compartilhada pode tornar Mato Grosso livre de febre aftosa sem vacinação.

O evento será dividido em dois painéis. No primeiro serão abordados os temas relacionados ao cenário nacional do Plano Estratégico, a experiência de estados que já estão livres sem vacinação e a conjuntura internacional do mercado da carne bovina. O segundo painel trará assuntos sobre a vigilância sanitária, ações emergenciais em caso de foco e perspectivas das ações do Plano Estratégico 2017-2026 em Mato Grosso.

Leia também: Rebanho de Mato Grosso se aproxima de 32 milhões de cabeças em 2021

Tagged: , , , ,