O abate total de bovinos, em Mato Grosso, totalizou 357,52 mil cabeças, alta de 2,64% na comparação mensal, com o mês de fevereiro. A movimentação, conforme dados apurados pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) – mediante balanço do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea/MT) – se deu pela entrada de maiores lotes de animais finalizados a pasto.

As regiões médio-norte e nordeste lideraram o movimento de alta no número de animais, com variações positivas de 14,77% e 27,12%, respectivamente, em relação à fevereiro. Já as regiões noroeste e oeste diminuíram os abates em 25,85% e 6,76%, respectivamente, no mesmo período.

De modo geral, a oferta de machos caiu 2,43%, enquanto a de fêmeas aumentou 8,29% no comparativo mensal, tendo as categorias entre 24 e 36 meses e menos de 24 meses, com variação positiva de 9,08% e 16,13%, respectivamente. “Quando se analisa o acumulado do 1º trimestre deste ano frente ao mesmo momento do ano passado, há incremento de 6,79% devido a maior entrada de fêmeas no mercado”.

Leia também: Mosca-dos-chifres preocupa produtores da pecuária

Ainda conforme o Imea, com a contínua baixa demanda no mercado interno, a arroba do boi gordo caiu 1,30% ante a semana passada e o indicador ficou na média de R$ 300,47/@ em Mato Grosso. Também em queda, a arroba da vaca gorda recuou 1,08% se comparado à semana anterior, finalizando com média de R$ 288,[email protected] Seguindo a tendência de baixa está o preço do bezerro 12 meses que ficou com 1,84% menor na comparação semanal, fechou a semana na média de R$ 3.050,00/cab.

DA PORTEIRA PRA DENTRO – Com a estimativa de aumento em 10,78% ante a estimativa passada, o Valor Bruto da Produção (VBP) da pecuária registra o total de R$ 34,18 bilhões em 2022 em Mato Grosso. A segunda estimativa do VBP para 2022 projetou um incremento no valor total (agricultura e pecuária) de 43,54% ante a 6ª estimativa de 2021, sendo totalizados R$ 206,29 bilhões. Assim, a pecuária apresentou alta de 10,78% no mesmo comparativo e totalizou R$ 34,18 bilhões (correspondente a 16,60% do VBP total mato-grossense).

Ao analisar a participação das cadeias, os analistas do Imea apontam que a pecuária de corte assumiu a terceira posição do VBP (atrás das culturas de soja e milho) e representou R$ 28,94 bilhões (+12,96% no mesmo comparativo). Esse movimento foi pautado na expectativa de aumento da produção, visto que a oferta de fêmeas tem surgido mais no mercado, como também são projetados preços em elevados patamares, dado a demanda para as exportações.

Leia mais: Vacinação contra aftosa em Mato Grosso é antecipada para outubro

CLIQUE AQUI E VEJA MAIS NOTÍCIAS DE AGRONEGÓCIO

Tagged: , , , , , , ,