fbpx

A Agência de Promoção de Exportações do Brasil (APEX-Brasil) aprovou um projeto da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) para a implantação do Núcleo Operacional do Programa para Exportação. A sede ficará em Cuiabá e alguns municípios serão polos do projeto, incluindo Rondonópolis e Sorriso.

O programa do Núcleo será desenvolvido em 24 meses e tem a meta de qualificar 150 empresas com potencial exportador neste período, sendo 100 em Cuiabá, 25 em Rondonópolis e 25 em Sorriso. Não haverá custos.

A ação será desenvolvida no Escritório de Inovação Tecnológica da UFMT (EIT). A implantação do núcleo trará significativos benefícios para o desenvolvimento regional, pois as empresas irão ter condições de qualificar-se para exportar seus produtos e serviços por meio do suporte empreendido pelo Programa. 

A Fundação Uniselva está encarregada de realizar a gestão administrativa e financeira do convênio que será firmado com a APEX. A parceria é estratégica e benéfica para as instituições envolvidas, pois ajudará a viabilizar a inserção de produtos e serviços das empresas mato-grossenses no mercado internacional.

Leia mais: Pela 9ª vez consecutiva soja, milho e algodão mantêm Mato Grosso na liderança do agro nacional