Embora o levantamento Sistemático da Produção Agrícola (Lspa), feito pelo  Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou que em comparação com as projeções de fevereiro houve recorde, a produção variou negativamente 0,6%.

Levantando por  estado, o destaque é Mato Grosso, que lidera como maior estado produtor de grãos, com uma participação de 24,2%, seguido pelo Paraná (18,2%) e Rio Grande do Sul (14,7%). Juntos, eles respondem por 57,1% do total nacional previsto.

Segundo o IBGE, espera-se colher 100,2 milhões de toneladas de soja em 33,1 milhões de hectares. Os três principais produtores de soja do país – Mato Grosso, Paraná e Rio Grande do Sul – apresentam até aqui momentos recordes em suas safras de soja.

O Mato Grosso lidera a produção nacional com 27,8% do total do país e espera colher 27,9 milhões de toneladas. No Paraná, a estimativa de produção é de 17,2 milhões de toneladas. O Rio Grande do Sul deve colher 16 milhões de toneladas, neste caso uma queda de 0,8% na comparação com as estimativas de fevereiro. A área plantada e a ser colhida é estimada em 5,5 milhões de toneladas.