fbpx
Negociações da safra 2022/23 de soja têm início em Mato Grosso

A comercialização de soja apresentou avanço no último mês, registrando as primeiras negociações da safra 2022/23, temporada que começa a ser planejada somente no ano que vem. Apesar dos negócios, o volume que representa 1,23% da safra, é inferior ao registrado pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) em agosto do ano passado, quando os produtores vendiam parcelas antecipadas do ciclo 2021/22.

“No que tange à safra 2022/23, os negócios antecipados começaram a acontecer no último mês e a comercialização da safra é a segunda mais adiantada, atrás apenas do ciclo 2021/22. Sendo assim, a temporada futura conta com 1,23% da produção negociada e as regiões norte (1,92%) e oeste (1,96%) do Estado apresentam os maiores volumes vendidos no período”, destacam os analistas do Imea.

Com relação à safra 2020/21, a evolução da comercialização foi a maior dos últimos dois meses – 3,77 pontos percentuais (p.p.) – com os negócios alcançando 94,82% da produção. Apesar do avanço, a menor oferta do grão e os preparativos para a próxima safra limitaram as vendas no último mês, como aponta o relatório do Imea.

Na safra 2021/22, o progresso na comercialização foi o menor dos últimos meses, com os negócios perdendo força devido à cautela dos players com a aproximação da semeadura do grão. Mediante isso, a temporada futura conta com 39,50% da produção negociada.

CLIMA – A volta das chuvas nos próximos dias será de extrema importância para a reposição da umidade do solo em Mato Grosso, e consequentemente, para definição do início da semeadura da soja no Estado. “Para os próximos 30 dias, espere-se que as precipitações no mês alcancem o acumulado de 25 milímetros (mm) em boa parte do Estado, podendo alcançar volumes superiores em algumas regiões, segundo o TempoCampo.

“Caso se confirme, este cenário pode favorecer a semeadura precoce da oleaginosa após o fim do Vazio Sanitário, que se encerra hoje no Estado. Por outro lado, o clima para os meses de outubro e novembro — período crucial do estabelecimento inicial e desenvolvimento — segue em aberto. Diante desta conjuntura e considerando o levantamento feito junto aos informantes do Instituto, a estimativa de área foi mantida neste relatório, prevista em 10,84 milhões de hectares, elevação de 3,59% em relação à área da temporada 2020/21”, avaliam os analistas do Imea.

Com relação ao rendimento desta nova safra, a produtividade permanece estimada em 57,52 sacas por hectares (sc/ha), variação de 0,17% acima do observado na temporada 2020/21. A produção aguardada segue mantida em 37,41 milhões de toneladas, apontando para um novo recorde de produção de soja, em Mato Grosso.

Leia também: Grupo Bom Futuro inicia plantio de soja e projeta mais de 300 mil ha na safra 2021/22

Tagged: , , , , , ,