Otimismo ‘aduba’ cenário para nova safra de soja em MT

Em sua 4ª estimativa para a safra 2022/23 de soja, em Mato Grosso, o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) mantém projeções positivas e indicação de mais um recorde de área plantada e produção.

O novo levantamento, realizado no mês de julho com os agentes de mercado em Mato Grosso, trouxe a manutenção das projeções divulgadas na primeira estimativa. “Apesar da cotação da soja em Chicago apresentar desvalorização no mês de julho ante ao mês passado, devido à expectativa de recessão econômica mundial e o menor consumo da China na safra 2021/22, o otimismo e o maior investimento em área semeada para a próxima safra continuam firmes até o momento, segundo os relatos dos informantes. Área plantada e produção devem crescer no Estado e atingir números inéditos”, apontam os analistas.

Diante disso, a intenção de área foi mantida em 11,81 milhões de hectares, aumento de 2,92% ante a safra 2021/22. No que tange à produtividade, os olhares se voltam à questão climática, visto que restam menos de 45 dias para o fim do Vazio Sanitário da soja em Mato Grosso.

Leia também: Zoneamento Agrícola da soja safra 2022/23 reduz risco fitossanitário

“A média dos modelos climáticos do NOAA, apontam chuvas dentro das médias histórica, para o mês de setembro. O maior volume de precipitações está previsto para outubro, período que praticamente todo Estado poderá receber chuvas acima da média histórica. Por outro lado, espera-se que até o final do ano o fenômeno La Niña predomine no Estado, o que pode gerar série de mudanças nos padrões climáticos, como atrasos nas precipitações no início da primavera em Mato Grosso. Além disso, outros pontos podem influenciar na safra, como: ocorrência de pragas e doença, incertezas dos investimentos em insumos e tecnologia para a temporada — devido ao alto custo de produção — e a indefinição quanto à entrega dos insumos nas lavouras”. Tudo isso está sendo considerando, segundo os analistas, e diante desse cenário, as projeções para o rendimento ficam limitadas. “O Imea permanece estimando rendimento de 58,58 sc/ha para safra 2022/23, indicando um recuo inicial de 1,26% em relação aos rendimentos da safra 2021/22. Por fim, a produção da safra 2022/23 continua estimada em 41,51 milhões de toneladas de soja, representando uma alta de 1,62% ante a safra 2021/22.

Leia mais: Indústria mato-grossense foi a maior produtora de farelo de soja País

CLIQUE AQUI E VEJA MAIS NOTÍCIAS DE AGRONEGÓCIO E INDÚSTRIA

Tagged: , , , , , , ,