Pesquisa da Empaer é apresentada em evento nos Estados Unidos

A Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), junto com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e a Universidade de Minnessota, nos Estados Unidos, estão desenvolvendo uma pesquisa associando produção agrícola à questão ambiental. O projeto foi apresentado durante o Evento Anual Internacional “2021 ASA, CSSA, SSSA – Uma Economia Criativa para o Desenvolvimento Sustentável”, realizado na primeira quinzena deste mês, em Salt Lake City, UT.

Estão à frente do estudo o professor adjunto do Instituto de Ciências Agrárias da UFMT e líder do Programa Agrisciences, doutor Daniel Carneiro de Abreu, o pesquisador da Empaer e líder do Grupo Farming Science, doutor Wininton Mendes da Silva, e representando o governo de Mato Grosso na Estratégia PCI, o doutor Fernando de Mesquita Sampaio, além dos pesquisadores da Universidade de Minnesota do Departamento de Agronomia e Genética Vegetal, doutor Gregg Johnson e doutor Axel Garcia y Garcia.

O trabalho intitulado “Avaliação de cenários para a produção agrícola sustentável no bioma amazônico de Mato Grosso – Brasil” é tema de um estudo desenvolvido pelos pesquisadores no município de Juara (a 709 km de Cuiabá), considerada uma importante região de fronteira para expansão da agricultura no Estado. A expectativa é validar sistemas de produção que permitam o avanço da agricultura na região de forma a equilibrar a produtividade agrícola e as questões ambientais.

Leia também: Uso e manejo de solos frágeis é tema de capacitação da Empaer

Durante o evento, a apresentação da pesquisa foi realizada pelo doutor Axel Garcia y Garcia, que destacou o interesse dos participantes que questionaram, por exemplo, como seria possível frear a expansão dessa fronteira agrícola. “Tal questionamento faz alusão ao argumento de alguns cientistas que a promoção sustentável da soja e do milho pode, na verdade, incentivar, ao invés de parar o avanço da fronteira agrícola”, disse ele.

Doutor Axel relatou ainda que esteve presente nas discussões do trabalho, o pesquisador doutor Gerrit Hoogenboom, um dos desenvolvedores do programa de modelagem computacional DSSAT (Decision Support System for Agrotechnology Transfer ), que será utilizado na modelagem computacional desenvolvida no estudo. Segundo ele, Gerrit ficou feliz em saber que sua ferramenta está sendo utilizada para estudos tão relevante em outro País.

O pesquisador da Empaer, doutor Wininton Mendes da Silva destaca que o objetivo do estudo é mostrar aos produtores a importância do trabalho integrado. “Queremos aumentar a consciência dos produtores rurais sobre a sustentabilidade, por meio de discussões participativas sobre tecnologias inovadoras, gestão integrada e práticas de produção adequada. São caminhos promissores para tornar mais eficiente a produção agropecuária na região e, com isso, reduzir a necessidade de abertura de novas áreas”, destaca.

Para o professor doutor Daniel Carneiro de Abreu o projeto tem como estratégia trabalhar os componentes de dimensão humana através de uma abordagem participativa. “É preciso determinar as culturas e os sistemas de cultivo que serão estudados de forma participativa, buscando validar estratégia com possibilidades reais de adoção pelos produtores locais”.

O trabalho é financiado pelo Programa REM-MT e tem como tema de estudo a estimativa de cenários sustentáveis de sistemas de produção agropecuários por meio de modelagem computacional e sensoriamento remoto, buscando promover o desenvolvimento de práticas de sustentabilidade no bioma amazônico do Estado.

CLIQUE AQUI E VEJA MAIS NOTÍCIAS DE AGRONEGÓCIO E INDÚSTRIA

Tagged: , , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: