O preço da pluma de algodão fechou fevereiro em patamares recordes no estado de Mato Grosso, de acordo com nova atualização de dados realizada pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

“Os produtores de Mato Grosso têm se mantido firmes na pedida pelo preço da pluma de algodão, visto que, estão capitalizados neste momento e sem a necessidade de ‘fazer caixa’. As indústrias estão apresentando dificuldade em repassar essa alta da matéria-prima ao varejo e a tendência é que apenas as que estão trabalhando com os estoques apertados voltem ao mercado para a aquisição de novos lotes conforme a sua necessidade”, apontam os analistas.

Mesmo com recuo na semana passada de 0,97%, o valor médio da pluma para o Estado fechou a R$ 225,82/@, avanço de 48,94% ante a média semanal do mesmo período do ano passado.

VEJA AQUI MAIS NOTÍCIAS DE AGRONEGÓCIO

SEMEADURA – A semeadura do algodão finalizou na última semana, em Mato Grosso, com um avanço semanal de 1,29 pontos percentuais (p.p.). “As chuvas neste ano estiveram presentes em boa parte do progresso a campo, o que dificultou a retirada da soja e limitou a disponibilidade de áreas para o cultivo da segunda safra em algumas regiões do Estado. No entanto, o ritmo empregado nas lavouras permitiu que o cultivo ficasse acima do observado na safra passada. Além disso, o produtor do Estado conseguiu semear mais de 75% das áreas previstas dentro da ‘janela ideal’ do algodão (até o fim de janeiro), o que pode diminuir os ricos à produtividade em relação à safra passada. Daqui em diante, os olhares se voltam para o controle da sanidade das lavouras e principalmente ao clima. Para os próximos 30 dias, as chuvas devem continuar presentes e, segundo os dados do TempoCampo, o acumulado de precipitações pode alcançar de 200 a 300 mm em grande parte do Estado, o que confirmado, contribuirá para o desenvolvimento das lavouras em Mato Grosso”.

Leia também: Mato-grossense FS é a 1ª produtora exclusivamente de etanol de milho associada à UNICA

Tagged: , , , , , ,