Produção de milho cresce 0,6% em relação a safra passada

O site Mato Grosso Econômico traz para você que conforme o último boletim da Conab, a produção de milho é o destaque da previsão de safra.  A produção deve chegar a 209 milhões de toneladas – 1,3 milhão de toneladas a mais do que a safra passada, um crescimento de 0,6%. Entretanto, na comparação com março houve queda de 0,6%.
 
Segundo o diretor de política agrícola da Conab João Marcelo Intini, as condições climáticas prejudicaram o plantio da soja, o que impactou diretamente no levantamento. “O desempenho da lavoura foi abaixo do que se imaginava em algumas regiões. Parte por excesso hídrico na região centro-sul, e agora o desempenho vegetativo da safra no Matopiba ainda está começando ou ainda não começou”. Mesmo assim, a produção de soja deve atingir 99 milhões de toneladas – 2,9 milhões a mais que a safra 2014/2015.
 
O milho segunda safra ou safrinha, como é chamado, é o grande destaque dessa última estimativa. A produção pode chegar a 57 milhões e 130 mil toneladas, um aumento de quase 5% em relação ao ano passado.
 
O Mato Grosso deve se manter como o maior produtor nacional da segunda safra de milho. Na lavoura que Aparecido Ferreira Neves toma conta, as espigas de milho ainda vão demorar um pouco para surgir. A torcida é para que não falte chuva e o desenvolvimento continue promissor. A lavoura fica em Chapada dos Guimarães, a 60 quilômetros de Cuiabá. São 720 hectares ao todo.
 
Este ano as lavouras de Mato Grosso devem ganhar ainda mais espaço. De acordo com a Conab, os milharais ocupam no estado cerca de 3,4 milhões de hectares, quase 2% a mais que há um ano.
 
 A colheita só começa em junho e a previsão é animadora: mais de 20,33 milhões de toneladas. Um pouco a mais que a safra passada e o equivalente a 24% de todo milho que o Brasil deve produzir em 2016. A produção total de milho do país nas duas safras deve passar de 82 milhões de toneladas.