Produção industrial de MT acumula queda de 5% em 2021

A produção industrial mato-grossense acumula queda de 5% em 2021, quando comparada ao mesmo momento do ano passado (janeiro a setembro). Vale lembrar que em 2020, o País vivenciava a primeira onda da Covid-19, momento de intensas medidas de restrição e mobilidade. Em outras palavras, o desempenho atual é negativo, mesmo sob uma baixa base de comparação, que é o ano de 2020.

Com a retração, o Estado está entre dos cinco locais monitorados pelo IBGE, que tiveram performance negativa no período de comparação. Esses e outros dados integram a Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física Regional.

A indústria mato-grossense apresenta retração na comparação entre setembro deste ano frente a igual mês do ano passado, -8,3%, bem como em relação ao realizado em agosto, cuja perda mensal é de 2,2%.

As perdas foram puxadas pelos segmentos mais importantes da atividade industrial de Mato Grosso: Produtos Alimentícios (-1,45%), Bebidas (-0,62%), Coque, Produtos Derivados do Petróleo e Biocombustíveis (-3,27%) e Produtos de Madeira (-0,03%).

Leia também: Indústria de MT inspira produção sustentável durante COP-26

Goiás (-2,3%), Mato Grosso (-2,2%), São Paulo (-1,0%), Pará (-0,6%) e Santa Catarina (-0,5%) também registraram recuos mais intensos do que a média nacional (-0,4%), enquanto Paraná (-0,4%) e Minas Gerais (-0,2%) completaram o conjunto de locais com resultados negativos.

No País, em setembro, houve redução de 0,4% na indústria nacional, quando nove dos 15 locais pesquisados apresentaram taxas negativas. As quedas mais acentuadas foram no Ceará (-4,4%) e Amazonas (-4,0%). Já os maiores avanços foram em Pernambuco (3,9%), Bahia (3,7%) e região Nordeste (3,5%).

Frente a setembro de 2020, houve quedas em onze dos 15 locais pesquisados. Os recuos mais intensos foram na região Nordeste (-13,7%), Amazonas (-13,5%), Bahia (-13,3%) e Ceará (-12,3%).

O acumulado no ano foi positivo em dez dos 15 locais pesquisados, com destaque para Santa Catarina (18,1%), Minas Gerais (14,2%) e Paraná (13,3%). O acumulado em 12 meses teve dez dos 15 locais pesquisados com taxas positivas.

CLIQUE AQUI E VEJA MAIS NOTÍCIAS DE AGRONEGÓCIO E INDÚSTRIA

Tagged: , , , , ,