fbpx
Produtores rurais e entidades terão mais espaço na ALMT com a criação da nova Frente Parlamentar da Agropecuária

Foi criada ontem (25), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), a Frente Parlamentar da Agropecuária. O intuito é discutir temas de interesse do setor agropecuário do Estado em conjunto com a sociedade civil, entidades representativas e órgãos públicos.

A frente parlamentar será presidida pelo deputado estadual Xuxu Dal Molin (PSC) e terá como membros os parlamentares Dilmar Dal Bosco (DEM), Valmir Moretto (Republicanos), Nininho (PSD) e Gilberto Cattani (PSL).  

“Existem várias questões socioeconômicas e ambientais, que envolvem a cadeia da agropecuária no estado, sendo debatidas em outras comissões da Assembleia Legislativa. O objetivo desse colegiado é aprofundar esses estudos para, principalmente, agilizar a elaboração de soluções. O setor produtivo de Mato Grosso depende dos resultados desse trabalho para avançar na economia”, afirmou o presidente, deputado Xuxu Dal Molin (PSC).

Recentemente, conforme noticiado pelo MT Econômico as entidades do agro articularam a mudança do zoneamento socioeconômico ecológico. Veja mais aqui

Serão debatidos com os setores produtivos políticas públicas relacionadas às áreas ambiental, comercial e tributária no estado. A infraestrutura também estará no foco das discussões da Frente Parlamentar, além do desenvolvimento sustentável de toda a cadeia produtiva.

Segundo os parlamentares que compõem a Frente Parlamentar da Agropecuária serão defendidos os interesses dos pequenos e dos grandes produtores.

Leia mais: Novo presidente da Comissão de Indústria, Comércio e Turismo da AL defende indústria sustentável. Saiba mais sobre o tema

Tagged: , , ,