fbpx
Queda no PIB, redução da inflação e taxa Selic são previsões do mercado financeiro

Queda no Produto Interno Bruto (PIB), redução da inflação e da taxa Selic são previsões das instituições financeiras para a economia em 2020, devido à instabilidade ocasionada pelo enfrentamento da pandemia do novo coronavírus

Boletim Focus, com projeções de instituições financeiras para os principais indicadores econômicos, pontuou a queda do PIB, antes de 2,96%, para 3,34%. Já para 2021, a previsão é de crescimento de 3%, antes era de 3,10%. 

Quanto à inflação, as instituições reduziram pela sétima vez seguida. Projeção para índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), caiu de 2,23 para 2,20%. 

Já a Selic está estabelecida atualmente em 3,75% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom). Expectativa é de que tenha mais duas quedas, de 0,25 ponto percentual cada, em maio e junho. 

Cotação do dólar é de R$ 4,80 no final de 2020, mesma estimativa da semana passada. Para o final do próximo ano, a expectativa é de R$ 4,55. 

Leia mais: Como a saída de Sérgio Moro pode afetar a economia e seus investimentos