Vazio sanitário começa nesta terça (15) em Mato Grosso e terá fiscalização em 5000 propriedades rurais

Nesta terça-feira (15/6) começa o vazio sanitário em Mato Grosso e encerra em setembro (15/9). 

O vazio sanitário da soja é a principal medida fitossanitária na prevenção da ferrugem asiática (Phakopsora pachyrhizi) no período de entressafra, atrasando a ocorrência da doença na safra seguinte.

“Este período é importante para o nosso setor, uma vez que 90 dias são suficientes para evitar a contaminação e proteger as nossas lavouras da ferrugem asiática, doença que tem um alto índice de devastação”, explica Fernando Cadore, presidente da Aprosoja MT.

Leia também: Mato Grosso segue na liderança da exportação de soja com 31,44% do volume nacional no acumulado de 2021

A fiscalização do cumprimento do Vazio Sanitário é realizada pelos Agentes e Fiscais do INDEA-MT, que mesmo em período de Pandemia (Covid-19) devem fiscalizar mais de 5000 propriedades somente neste período.

Os produtores que desrespeitarem o período podem ser autuados e/ou multados. A multa para quem descumprir a medida é de 30 UPFs (Unidade Padrão Fiscal) mais 2 UPFs por hectare de planta não eliminada.

“É importante que os produtores realizem a eliminação das plantas vivas de soja antes do início do período do Vazio Sanitário e que mantenham suas lavouras livres de plantas de soja durante todo o período” alerta Renan Tomazele, Diretor Técnico do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (INDEA-MT).

A Aprosoja-MT disponibilizou um informe técnico aos produtores rurais (veja aqui)

Tagged: , , , ,