Perspectiva

Cenário para 2020 da soja e milho é favorável em Mato Grosso, segundo Imea

A valorização dos cereais motivada pelo dólar e a forte demanda tanto interna quanto externa devem dar suporte aos preços
Sexta-feira 29 de Novembro de 2019
Carla Mendes e Letícia Guimarães
Cenário para 2020 da soja e milho é favorável em Mato Grosso, segundo Imea

O cenário para os produtores de soja e milho em Mato Grosso é favorável para o encerramento de 2019 e o início de 2020, de acordo com Cleiton Gauer, gestor técnico do Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária (Imea). 

A valorização dos cereais motivada pelo dólar e a forte demanda tanto interna quanto externa devem dar suporte aos preços. Para a soja, entretanto, é preciso ver como o clima se comportará ao longo do desenvolvimento da safra para poder traçar os indicadores com maior precisão.

Segundo Gauer, o sojicultor está presente no mercado e adiantado nas negociações, aproveitando o bom momento para o setor, principalmente em função do câmbio. No estado, o esmagamento do grão atingiu a capacidade máxima no mês passado para a produção de biodiesel, o que contribui com a demanda.

"Esses fatores dão fluidez tanto nas comercializações do que está disponível quanto para a próxima safra, além de dar 'um gás' para quem está planejando a safrinha de milho, ou safra de soja 2020/21", explica.

Em relação aos custos de produção, ele afirma que os produtores matogrossenses já adquiriram a maior parte dos insumos, ficando apenas para comprar algo muito específico, sendo assim, não devem ser muito afetados pela alta do dólar neste sentido. 

Para o milho, o mercado vem se modificando rapidamente no estado, e as exportações continuam auxiliando na manutenção e elevação dos preços. Soma-se a isso a abertura de novas plantas de etanol de milho, com o planejamento dessas fábricas para aquisição dos produtos de forma antecipada. 

"Isso dá ao produtor um poder de negociação maior, com mais players presentes adquirindo, não ficando só dependente das exportações", afirma.

Veja a última análise da Conab publicada pelo MT Econômico  em relação ao milho, referente a primeira quinzena de novembro 2019. Clique aqui.


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS