Etanol de Milho

Conab irá levantar dados sobre a produção de etanol de milho em MT

Os técnicos também avaliarão as condições gerais das lavouras, a influência do clima, os tratos culturais e as questões mercadológicas que envolvem a commoditie
Quinta-feira 19 de Março de 2020
MT Econômico
Conab irá levantar dados sobre a produção de etanol de milho em MT

Produção de etanol de milho irá integrar os levantamentos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Em Mato Grosso, técnicos devem coletar dados em dois roteiros, que incluem um total de 12 municípios, entre eles Sorriso, Sinop, Rio Branco e Barra do Bugres. 

Informações relacionadas ao combustível serão divulgadas no dia 23 de abril e também no dia 5 de maio, quando a companhia deve divulgar o 4º levantamento da safra 2019/20 e o 1º da safra 2020/21. 

De acordo com dados da União Nacional do Etanol de Milho (Unem), Brasil conta com 15 usinas de etanol de milho em operação. Ainda, três plantas estão em pré-operação e outras 23 em fase de projeto. No estado, são oito usinas ativas, três em fase de construção e 10 em estágio de planejamento.

Técnicos devem avaliar as condições gerais das lavouras, como a influência do clima, os tratos culturais e as questões mercadológicas. Estudos preliminares indicam que a novidade mudou a dinâmica da cadeia produtiva e que o aumento do consumo do milho local aumentou os preços praticados. 

Nas últimas cinco safras, área plantada aumentou 18% em Mato Grosso e já alcançou 5,1 milhões de hectares. Produção evoluiu 70% desde 2015 e deve superar 32 milhões de toneladas em 2019/20, conforme apontou o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea). 


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS