Queda exportações

Exportações de carnes do Brasil para China caem drasticamente em janeiro e fevereiro

Apesar o início do surto do coronavírus na China ter começado em 2019, os efeitos na economia brasileira puderam ser sentidos apenas no início de janeiro.
Quarta-feira 01 de Abril de 2020
MT Econômico
Exportações de carnes do Brasil para China caem drasticamente em janeiro e fevereiro

Nos meses de janeiro e fevereiro de 2020 foram registradas quedas drásticas nas exportações de carnes bovina, suína e de aves para China. Dados são da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) com apoio da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT), Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária (Imea) e sindicatos rurais. As partes envolvidas fizeram um balanço dos impactos do coronavírus em setores do agronegócio. 

Apesar o início do surto do coronavírus na China ter começado em 2019, os efeitos na economia brasileira puderam ser sentidos apenas no início de janeiro. Relação de exportações entre Brasil e China vinham em uma crescente no ano de 2019. No entanto, os efeitos da doença mudaram drasticamente este cenário. 

Para se ter ideia, valor das exportações que já foi de R$ 498,8 milhões em dezembro caiu para R$ 322,1 milhões em janeiro e R$ 196,2 milhões em fevereiro. Apesar da quantidade exportada e o valor serem maiores nos meses de janeiro e fevereiro de 2020, em relação a janeiro e fevereiro de 2019, é possível perceber a tendência de queda. 

A CNA apontou que nos últimos dias o governo chinês implementou iniciativas que envolvem o estímulo monetário, como o anúncio da redução temporária das tarifas de importação de alguns produtos agrícolas. Ainda assim, medidas ainda não refletiram na relação comercial com o Brasil. 


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS