Desmatamento

Investidores internacionais visitam sala de monitoramento de desmatamento ilegal

Durante a apresentação foi feita a simulação em tempo real dos procedimentos realizados pela Sema por meio de uma plataforma
Sexta-feira 10 de Janeiro de 2020
Juliana Carvalho
Investidores internacionais visitam sala de monitoramento de desmatamento ilegal

Investidores do mercado da pecuária e agricultura estiveram na Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) para conhecer as tecnologias e procedimentos empregados pelo órgão para combater o desmatamento ilegal na Amazônia e outros biomas. Ao conhecer a Gerência de Planejamento de Fiscalização e Combate ao Desmatamento, os representantes da Iniciativa para Comércio Sustentável (IDH), grupo Marfrig, fundo de investimentos AndGreen e Ministério Público Federal (MPF) puderam tirar as dúvidas sobre como a Sema vem monitorando a cobertura vegetal do Estado.

Os analistas de meio ambiente explicaram que após a aquisição pelo Programa Rem Mato Grosso dos serviços Plataforma de Monitoramento da Cobertura Vegeta a Sema revisou procedimentos para atuar com foco em evitar o desmatamento. Os alertas de supressão vegetal identificados pela ferramenta, que utiliza imagens de alta resolução espacial e temporal da constelação de satélites Planet, são cruzados com a base de dados da Secretaria para checar quem é o proprietário da área, se há autorização para desmatamento e outras informações necessárias para configurar ou não a infração ambiental.

A partir disso, a Sema determina quais desmatamentos serão autuados remotamente e quais terão a visita da equipe em campo para cessar o dano ambiental. “Trabalhamos para autuar 100% das infrações e para cessar os desmatamentos que esteja ocorrendo. O nosso foco é agir para manter a floresta em pé”, explicou a secretária adjunta de Gestão Ambiental, Luciane Bertinatto.

Durante a apresentação realizada na terça-feira (08), foi feita a simulação em tempo real dos procedimentos realizados pela Sema utilizando alertas disponibilizados pela Plataforma.


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS