fbpx
Combustíveis fecham setembro com nova alta; MT segue com melhores preços da região

Setembro foi mais um mês de alta no preço dos combustíveis para os mato-grossenses. Mesmo com correções ante as médias de agosto, o etanol e a gasolina comercializados no Estado seguem apresentando os menores valores do Centro-Oeste, conforme nova atualização do Índice de Preços Ticket Log (IPTL).

Na passagem de agosto para setembro, o litro do etanol hidratado registrou variação de 4,43%, ao passar de uma média de R$ 4,485 para R$ 4,684. Na gasolina a alta foi de 2,40%, passando de R$ 6,122 para R$ 6,269. Ainda que reajustes tenham sido contabilizados no período, ambas as matrizes seguem com as menores médias entre os estados do Centro-Oeste.

A situação reverte em relação ao diesel, pois Mato Grosso apresenta o maior valor médio do litro do combustível na região. O tipo comum, a R$ 5,127, e o S-10, a R$ 5,249, foram os mais caros do Centro-Oeste no Estado.

Conforme o IPTL, desde maio os motoristas da região Centro-Oeste pagam mais caro para abastecer com a gasolina, do que outros brasileiros. Com aumento de 1,68%, o combustível foi encontrado a R$ 6,373. Já o etanol, com preço médio por litro de 5,032, apresentou o valor mais baixo nacional, mas o aumento de 4,96%, foi o segundo maior do território nacional, no comparativo com agosto.

“É possível identificar que nas bombas da região, a média do litro do etanol chega a ser 9% mais barata quando comparada a menor média registrada na região Nordeste, mas ainda assim foi a região que apresentou o maior avanço no preço do litro, tendo como destaque o Distrito Federal com a maior alta no País para o combustível, de 8,88%”, ressalta Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

O IPTL é um índice de preços de combustíveis levantado com base nos abastecimentos realizados nos 21 mil postos credenciados da Ticket Log.

OS DADOS – O preço médio do diesel comum na região avançou 2,17% em relação ao fechamento de agosto, a maior alta nacional que fez o combustível ser encontrado a R$ 4,947. Já o diesel S-10, que nos postos esteve à média de R$ 5,013, apresentou alta de 1,75%

Já os valores mais baixos por litro do diesel comum e do diesel S-10 foram encontrados no Mato Grosso do Sul, a R$ 4,869 e R$ 4,904, respectivamente. Nenhum recuo de preços foi registrado para os combustíveis nos três estados, e no Distrito Federal.

Nos postos da Capital nacional, o etanol e a gasolina foram comercializados pelos preços médios mais altos da região Centro-Oeste. O etanol foi encontrado a R$ 5,726, alta de 8,88%, e a gasolina, vendida a R$ 6,504, avanço de 1,48%, no comparativo com a média de agosto. Em Goiás, as médias para o mês de setembro foram de R$ 4,787 para a gasolina, e de R$ 6,415 para o litro do etanol.

Leia também: Com aumento dos combustíveis, qual compensa mais: etanol ou gasolina?

Tagged: , , , , ,