fbpx
Comerciantes do setor de calçados estão otimistas com Dia das Crianças

Com a retomada gradual da economia e a volta pouco a pouco da antiga rotina dos trabalhadores e consumidores, lojistas da Baixada Cuiabana estão otimistas para as vendas do Dias das Crianças, comemorado nesta terça-feira (12). A expectativa de consumo para esta, que está entre as quatro datas mais importantes para o comércio no ano (atrás apenas do Natal, Dia das Mães e Black Friday), deverá, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) apresentar uma movimentação financeira de R$ 7,43 bilhões no período. Caso a expectativa se confirme, esse valor seria o maior desde 2015.

De acordo com pesquisa divulgada Câmara de Dirigentes Lojistas de Cuiabá (CDL Cuiabá), os presentes mais procurados são: Brinquedos 50%, Vestuário e acessórios (moda) 31,7%, Calçados 4,4%, Eletrônicos 3,2%, Perfumes 2,5%, Alimentos 2,5%, Telefonia/Smartphone 2,5%, Artigos esportivos 1,3%, Livros/Livraria 0,6% e Outros 1,3%.

Para o empresário e presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Calçados e Couros do Estado (Sincalco/MT), Junior Macagnam, o avanço da imunização e a diminuição das restrições impostas pelo governo por conta da pandemia, devem estimular os consumidores a irem às compras. Além disso, a volta das aulas presenciais deve aquecer as vendas dos setores de calçados e vestuário.

“É uma data com apelo emocional e para as crianças essa é a segunda data mais esperada do ano, atrás só do Natal. E, sem dúvida, todo adulto, mesmo os que não têm filhos, conhece pelo menos uma criança que gostaria de presentear. Com a volta presencial das aulas e com as crianças saindo um pouco mais de casa, roupas e calçados podem e devem ser escolhas na hora de presentear as crianças, por essas razões e por a economia estar dando sinais de melhoras, os lojistas esperam vendas melhores que a dos anos anteriores”, explica.

A confiança do setor é reforçada pela pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) que aponta que em todas as capitais aproximadamente 72% dos brasileiros devem ir às compras no Dia das Crianças.

Para o diretor de operações das Lojas Flamboyan, Aluísio Lessa, a expectativa é ainda mais otimista. O empresário diz que por causa da pandemia o melhor comparativo a ser feito é com o mesmo período de 2019. Para Lessa, é fundamental que os lojistas busquem formas para atrair consumidores e por isso as lojas do grupo terão atrações especiais para os pequenos.

“Sabemos o quanto as crianças gostam de super-heróis e personagens infantis, por isso teremos apresentações com um ‘homem aranha’ que fará brincadeiras e poderá tirar fotos com as crianças, além de oferecer gostosuras adoradas pelas crianças, como pipocas, pirulitos e picolés. Como temos um setor da loja separado só para o público infantil com confecções e calçados, esperamos um aumento de até 15% nas vendas em comparação com o Dia das Crianças de 2019″, afirmou.

Os lojistas de Cuiabá e Várzea Grande poderão abrir as portas no feriado do dia 12, data comemorativa ao Dia de Nossa Senhora da Aparecida, padroeira do Brasil, e também Dia das Crianças. A Associação Comercial e Empresarial de Cuiabá (ACC) esclareceu que de acordo com as regras da Convenção Coletiva do Trabalho (CCT) vigente os comerciantes poderão funcionar normalmente.

Leia também: Vendas devem crescer 15% no Dia das Crianças e até superar 2019, período pré-pandemia

Tagged: , , , , ,