fbpx
Demanda por crédito cresce na pandemia, mas pequenos e médios empreendedores devem estar atentos

Pesquisa recente do Sebrae com a FGV apontou que o número de pequenos empreendedores que estão conseguindo crédito vem aumentando gradativamente no Brasil. Em maio deste ano, por exemplo, 52% dos Microempreendedores Individuais (MEIs) conseguiram empréstimo, assim como 26% das Micro e Pequenas Empresas (MPEs) – essas porcentagens eram de 16% e 6%, respectivamente, há um ano. O volume de solicitações de crédito também aumentou durante a pandemia e isso pode ser explicado por dois fatores: ampliação da vacinação e possibilidade de solicitação de crédito digital.

“Sobre a vacinação, é simples de entender: a maior parte da população já tomou pelo menos a primeira dose, o que significa que aumentou a segurança em voltar a investir em negócios físicos. A possibilidade de solicitação de crédito online, por sua vez, já existia anteriormente, mas eram poucos os empreendedores que tinham acesso. Agora, isso tem se tornado mais falado e, consequentemente, mais fácil,” comenta Luiz Falbo di Cavalcanti, CEO e fundador do Kalea, assessoria digital de crédito.

O índice de pedidos negativados, por outro lado, ainda é expressivo. De acordo com o Sebrae, 58% dos empreendedores que solicitaram crédito nas cinco principais instituições financeiras do país, durante a pandemia, tiveram o pedido negado.

O CEO explica que a tomada de consciência dos empreendedores sobre outras possibilidades para acesso a crédito ainda é recente e que a tendência é que esse cenário mude de forma positiva. “Os empreendedores ainda estão se acostumando com o fato de que existem outras empresas especializadas em dar crédito. As fintechs, por exemplo, chegaram com força com inovação ao mercado e isso ajuda a promover competitividade e a facilitar o acesso”.

Falbo alerta que alguns cuidados são importantes antes de fazer uma solicitação de crédito e fechar o negócio. Confira as dicas:

1. Procure bancos ou financeiras de confiança Pesquise sobre a instituição onde você pretende contratar um empréstimo. Desconfie se encontrar irregularidades ou reclamações de clientes. Mesmo entre os bancos e financeiras de renome, existem grandes oportunidades que podem ser encontradas por meio de pesquisas. As diferenças entre as taxas de juros e condições de pagamento podem ser enormes de uma empresa para a outra.

2. Entenda seu pedido e acompanhe as inovações no mercado financeiro – Para buscar crédito, é importante entender o porquê e para quê está fazendo a solicitação. Além disso, é importante acompanhar a evolução do mercado. As novidades trazem novas oportunidades para os empreendedores, como crédito personalizado, digital e competitivo.

3. Faça um planejamento financeiro – Isso irá te ajudar na gestão do negócio, do crédito e também perante as instituições, já que elas vão querer entender quais são os seus planos para aquele dinheiro. Por isso, controlar toda a entrada e saída de capital do seu negócio e saber até quantos funcionários você consegue pagar, por exemplo, são algumas dicas para não ficar no prejuízo.

4. Trate o pedido de crédito como um projeto da sua empresa – Faça cronogramas que te ajudarão a cumprir prazos e metas, além de deixar todos os documentos em ordem.

Leia também: Com 2,6 milhões de micro e pequenas empresas criadas na pandemia, novos empreendedores apostam na tecnologia

Tagged: , , , , , ,