fbpx
Lucas é a 2ª melhor cidade do país para morar e negócios

Lucas do Rio Verde, no médio-norte de Mato Grosso, é a segunda melhor pequena cidade do Brasil, para se viver e fazer negócios.

É o que apontou pesquisa feita pela Urban Systems com exclusividade para a Revista Exame, que divulgou o resultado nesta semana.

A pesquisa chama “As melhores cidades do Brasil para fazer negócios” e avaliou 348 cidades brasileiras com população entre 50 e 100 mil habitantes, destacando as 50 primeiras colocadas.

Outra cidade mato-grossense que se destacou no ranking das 50 foi Sorriso, em 16º lugar.

Conforme a Revista Exame, municípios desse porte são responsáveis por 10% de tudo o que é produzido no país, além de concentrarem 11% das empresas e 12% da população.

Lucas tem apenas 33 anos de fundação e 27 de emancipação política. Conforme o IBGE, soma 57 mil habitantes e indicadores sociais altos, assim como Sorriso que tem 29 anos de fundação e 80 mil habitantes. São os dois principais focos de plantios em larga escala, especialmente de soja, no Estado.

Em primeiro lugar na pesquisa ficou Paulínia, no interior de São Paulo, que tem 100 mil habitantes, sede de grandes empresas petroquímicas e cenário de produções cinematográficas como “Chico Xavier” e “O Menino da Porteira”.

Essas 50 cidades foram consideradas com melhor desenvolvimento econômico.

Quase todas elas estão próximas de regiões desenvolvidas ou são polos de algum tipo de desenvolvimento econômico.

“Não é raro que muitas delas deixem de ser parte de um polo para se tornarem sozinhas polos de investimento”, disse Willian Rigon, responsável pela pesquisa, à Revista Exame.

No caso de Paulínia, é polo de produção cinematográfica, já Lucas e Sorriso, são polos do agronegócio. A pesquisa aponta, no entanto, que essas cidades não param por aí, buscando expandir para outras áreas, favorecendo os moradores de modo geral.

Confira as fotos das 50 melhores cidades aqui.