fbpx
Obras do Porto estão quase prontas

As obras do Porto em Cuiabá estão sendo intensificadas pela prefeitura. Nós próximos 15 dias as obras físicas dos sanitários públicos serão entregue pelo Executivo Municipal. 

 

“Tivemos que fazer um mutirão para concluir as obras do Parque Tia Nair. Concluímos o parque e estamos voltando com força total para concluir a obra do Porto Cuiabá”, explicou o secretário. Segundo ele, mesmo com as interrupções que possam ocorrer devido às chuvas, a ordem é acelerar os trabalhos. “É lógico que atrapalha esse período chuvoso, já que chovendo você não pode trabalhar, mas a chuva é normal, é da natureza, mas vamos trabalhar aqui com força total, a prioridade do prefeito Mauro Mendes é esta obra”, afirmou.

 

O Porto Cuiabá está sendo implantado em um trecho de 1.300 metros de extensão na orla do Rio Cuiabá e quando estiver concluído será um novo espaço de lazer para a população e turistas que visitarem a cidade. Terá pista de caminhada, ciclovia, teatro de arena, quiosques, arquibancada, pontos de contemplação do rio, bares, restaurantes e academias ao ar livre.

 

No trecho onde começaram as obras, perto de onde estão sendo construídos os sanitários, está pronta uma área que servirá de espaço para contemplação e para a realização de shows, com espaço para cadeirantes com rampas apropriadas para acesso e que conta também com uma arquibancada.

 

Acesso à Avenida 8 de Abril

 

“Agora nosso trabalho está concentrado nas obras do sanitário e da ciclovia. Na próxima semana vamos concretar o palco onde serão realizados os shows, que já está com as vigas metálicas colocadas, e também o nosso foco é a continuidade das obras da ciclovia que deverá estar concluída até o final de março”, disse o secretário. A prefeitura também está finalizando o acesso da Avenida Beira Rio a Avenida 8 de Abril.

 

Paralelamente a estas obras a segunda etapa já está em andamento, com a finalização de construção do muro de contenção do aterro (que é o muro de gabião), em uma extensão de 300 metros que vai da saída do córrego 8 de Abril à Praça Luís de Albuquerque. “As máquinas estão trabalhando na segunda etapa dos muros de gabião que queremos deixar totalmente concluídos até o final de março para começarmos a fazer a concretagem”, explicou o secretário.

 

“A obra já está começando a ter os contornos finais, para no segundo semestre entregarmos à população de Cuiabá. Já temos 900 metros concretados, com uma pequena falha onde está sendo construído o sanitário, e também a proteção lateral, o guarda-corpo”, informou Marcelo Oliveira. A extensão total do muro de contenção de aterro em gaiolas de gabião será de 1.300 metros. O calçadão terá também 1.300 metros lineares (e também 1.300 metros de ciclovia), entretanto, em alguns pontos pode variar o tamanho entre 8, 12 ou 15 metros de largura. Por isso, o secretário calcula que no final o calçadão terá 20 mil metros quadrados de área.

 

Custos

 

Orçada inicialmente em R$ 28 milhões, quando o projeto foi apresentado à imprensa em agosto de 2013, as obras deverão custar bem menos, já que houve economia na execução de alguns serviços, dentre eles na técnica usada na contenção. Além dos R$ 5,5 milhões provenientes de uma empresa da região do Porto (referente a um Termo de Ajustamento de Conduta assinado com o Ministério Público), estima-se que serão gastos ainda R$ 3,2 milhões na conclusão das obras, totalizando R$ 8,7 milhões. “Pode ser que tenha mais algum gasto, mas no máximo a obra sairá por R$ 9,5 milhões”, disse o secretário.

 

Problemas iniciais

 

Embora as obras, que começaram há um ano e meio, sigam em ritmo normal, na avaliação do secretário Marcelo Oliveira, o início foi problemático. “O pessoal que estava no local [quiosques, bares, restaurantes], não saia e para desapropriar tivemos que entrar na Justiça, que nos deu ganho de causa. Enfim, depois de um prazo dado para a retirada, a Justiça deu novamente a área para a população e eles desocuparam a área para que pudéssemos executar as obras”, relembrou.

 

“É uma obra que está sendo tocada pelo pessoal da prefeitura e diante dos problemas iniciais, consideramos o ritmo da obra normal, obedecendo às normas técnicas, dentro da nossa previsão”, reforçou o secretário. Ao lado da Secretaria de Obras Públicas, é também parceira da obra a Secretaria de Serviços Urbanos, responsável pela iluminação em sistema LED e também pelo paisagismo, que envolve o plantio de flores em vários pontos e de árvores nativas ao lado das espécies que foram preservadas.

 

Resgate do Porto

 

Para o secretário Marcelo Oliveira, a obra é um resgate do Porto, já que toda a região será beneficiada. Além da revitalização das praças Luís de Albuquerque e Major João Bueno, a prefeitura fará o recapeamento das ruas e irá melhorar a drenagem e as captações de água para acabar com a formação de poças. Também serão licitados os espaços públicos para a construção de restaurantes. Outra ideia do prefeito Mauro Mendes é construir um píer (passarela sobre as águas) que servirá de atracadouro para lanchas e motos aquáticas.

 

“Acredito que os finais de semana do cuiabano serão direcionados a este ponto. Isso aqui vai se tornar no futuro, talvez a área mais visitada, mais aproveitada pela população, pelas opções de restaurantes, peixarias, shows, que irá oferecer. Será o grande presente da administração Mauro Mendes à população”, concluiu o secretário.