fbpx
Posto Santos Dumont, em VG, é o quarto a ofertar GNV na Grande Cuiabá

Motoristas de veículos movidos a gás natural veicular (GNV) e que transitam na região da Grande Cuiabá contam com mais uma opção de abastecimento. O Auto Posto Santos Dumont, localizado na Avenida João Ponce de Arruda, próximo ao aeroporto, em Várzea Grande, começou a comercializar o combustível há pouco mais de 15 dias. “Inicialmente, nossa expectativa é comercializar entre 50 e 70 mil/m³, por mês. Acredito que a região possui ótima demanda do produto”, afirma o empresário Fábio Marques.

A matriz passa a ser uma opção ao consumidor em razão das constantes altas que elevaram os preços, especialmente do etanol hidratado e da gasolina comum, a níveis recordes nas bombas. Enquanto o litro do biocombustível pode ser encontrado a R$ 4,59 o litro, a gasolina a R$ 6,19, o metro cúbico do GNV tem valor médio de R$ 2,87, no Estado, segundo levantamento mais recente da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Há 14 anos no mercado de combustíveis, Marques avalia que a localização de seu posto favorecerá o aumento no consumo de GNV na região, principalmente por motoristas de aplicativo e taxistas, que costumam fazer viagens até o Aeroporto Internacional Marechal Rondon.

Devido ao baixo índice de emissão de poluentes, o GNV é reconhecido como o mais eco-eficiente dos combustíveis, pois seu uso favorece o aumento da autonomia do veículo e a redução dos custos na manutenção. “Hoje, se uma pessoa gasta mil por mês com etanol, com o gás ela vai pagar entre R$ 350 a R$ 600, aproximadamente, dependendo do veículo”, destaca.

Atualmente, outros três postos comercializam GNV em Mato Grosso e estão localizados em Cuiabá. São eles:

– Posto Santa Elisa – General Melo com Miguel Sutil;

– Posto Ipê – Rodovia Palmiro Paes de Barros;

– Posto América – na Estrada do Moinho, esquina com a Av Brasília.

Mato Grosso consome cerca de 500 mil/m3 de gás, sendo 320 metros m³ destinados aos postos e 180 metros m³ às indústrias.

KIT GÁS – A relação custo-benefício é apontada como a principal vantagem por quem utiliza o kit gás, pois o GNV proporciona economia de mais de 50% em relação aos combustíveis líquidos. Com a economia, paga-se o kit gás em cerca 10 ou 12 meses de uso, aproximadamente.

Leia também: Com aumento dos combustíveis, qual compensa mais: etanol ou gasolina?

Tagged: , , , , , ,