fbpx
Setor de bares e restaurantes reivindica isenção de IPTU em Cuiabá

O setor de bares e restaurantes de Mato Grosso reivindica isenção do IPTU em Cuiabá, devido aos prejuízos ocasionados pela pandemia do coronavírus. Apenas em 2020, os estabelecimentos ficaram quase metade do ano fechados devido às restrições do comércio.

A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, em Mato Grosso – Abrasel-MT disse que o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro havia prometido isentar o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de 2021.

A promessa de campanha de Emanuel Pinheiro foi feita durante o programa eleitoral do dia 03 de novembro de 2020, quando apresentou formas de auxiliar micro e pequenos empresários, além de profissionais autônomos e liberais afetados pela pandemia da Covid-19.

“Quando falamos em isenção de IPTU, é o mínimo para uma classe que foi obrigada a fechar suas portas em prol de um suposto bem coletivo. Ponto reconhecido e que foi, inclusive, discutido durante a campanha para reeleição do prefeito Emanuel Pinheiro”, disse a presidente da Abrasel-MT, Lorenna Bezerra.

O impacto da pandemia ocasionou além do fechamento temporário de alguns estabelecimentos, também o encerramento de atividades de muitas empresas em Mato Grosso. Segundo a Abrasel-MT, 20% dos bares e restaurantes foram fechados em Mato Grosso. Os empresários acumularam dívidas com fornecedores, salários e impostos e isso desencadeou a falência de inúmeras empresas.

Em relação às empresas que continuam ativas, cerca de 80% dos bares e restaurantes estão devendo o IPTU de 2020/2021, revelou a Abrasel-MT

Leia também: Abrasel reivindica flexibilização do decreto que limitou atividade dos restaurantes aos fins de semana e período noturno em MT

Tagged: , , , ,