fbpx
Tendência de consumo aumenta em Cuiabá, mas pesquisa aponta insegurança no emprego

O Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio (IPF-MT) apontou alta na tendência de crescimento do consumo para os próximos meses em Cuiabá, segundo pesquisa da Intenção de Consumo das Famílias (ICF) de julho. A economia local está se recuperando, segundo o Instituto. No entanto, apesar da alta, tanto na variação mensal quanto anual da pesquisa, os números se encontram abaixo de 100 pontos, o que indica uma percepção de insatisfação em termos de emprego, renda e capacidade de consumo.

A pesquisa foi realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). A alta mensal de julho (0,4%) sobre o mês anterior fez o indicador chegar a 67 pontos. No comparativo com julho do ano passado, o índice é 14,9% maior, quando foi registrado 58,3 pontos.

O presidente da Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior, explica que apesar dos resultados serem melhores para as famílias mais ricas, aquelas que recebem menos também apresentaram resultados significativos na pesquisa. “Os índices positivos para aqueles que ganham menos são os que mais têm ajudado a puxar a intenção de consumo para cima, em especial o de bens duráveis, como carros, televisores, geladeiras e outros”.

Segurança no emprego

A análise do IPF-MT mostra preocupação com relação à segurança do emprego, sob o ponto de vista do empregado. 11,9% dos entrevistados se declararam desempregados, o que confirma a percepção de insatisfação observada na pesquisa. 

Leia também: Empresários citam inadimplência como principal desafio para manter negócios

Tagged: , , , , , ,