MISSÃO DA AMPA

Ampa diz que missão a mercados da Ásia foi muito positiva

Além de recepcionar representantes da indústria têxtil de Bangladesh, Vietnã e Indonésia nas cidades de Daca, Hanói, Ho Chi Min (antiga Saigon) e Jacarta, a comitiva mato-grossense participou de visitas a unidades industriais (agendadas pelo consultor Andrew Macdonald)
Terça-feira 05 de Junho de 2018
Redação
  Ampa diz que missão a mercados da Ásia foi muito positiva

A Missão da Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (Ampa), ocorrida em maio pelos mais importantes mercados asiáticos - Bangladesh, Vietnã e Indonésia para promover o algodão produzido em Mato Grosso foi classificada como muito positiva. "Aprendemos muito durante essa Missão no que diz respeito ao que a indústria asiática quer em relação à pluma brasileira e voltamos mais otimistas", comentou Alexandre Schenkel, presidente da Ampa, após seu retorno a Mato Grosso.

O presidente Alexandre Schenkel foi quem comandou a missão e levou o grupo para conversar com representantes da indústria têxtil de cada país dados sobre a produção de pluma em Mato Grosso. Ao lado de representantes de grandes grupos produtores - Sérgio De Marco (BDM), Pedro Valente (Amaggi), Aldo Tissot (SLC Agrícola) e Fabiana Furlan (Scheffer) -, Schenkel falou sobre investimentos em tecnologias, maquinário moderno e qualificação de mão de obra, que vêm resultando na melhoria da qualidade da pluma e no aumento da capacidade produtiva em Mato Grosso, cuja produção na safra 2017/18 está estimada em 1,3 milhão de toneladas. 

No evento ainda, o presidente mostrou  o programa Standard Brasil HVI (SBRHVI), desenvolvido pela Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa) com o objetivo de garantir o resultado de origem e, consequentemente, dar credibilidade e transparência aos resultados de análise de HVI realizados pelos laboratórios de classificação instrumental que operam no Brasil. 

Além de recepcionar representantes da indústria têxtil de Bangladesh, Vietnã e Indonésia nas cidades de Daca, Hanói, Ho Chi Min (antiga Saigon) e Jacarta, a comitiva mato-grossense participou de visitas a unidades industriais (agendadas pelo consultor Andrew Macdonald). 


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS