REAJUSTE SALARIAL

Definido o reajuste salarial dos trabalhadores da mineração

O piso salarial da categoria passou de R$ 1.140,00 para R$ 1.200,00. Com cesta básica de 200,00 e auxílio alimentação de R$ 30,00 por dia.
Quinta-feira 18 de Maio de 2017
Redação
Definido o reajuste salarial dos trabalhadores da mineração

Conforme o Termo Aditivo referente à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) de 2016/2018 o reajuste salarial para os trabalhadores das indústrias mineradoras do Estado de Mato Grosso ficou definido da seguinte maneira: os colaboradores que recebem acima do piso salarial obtiveram um reajuste de 6% e aqueles que recebem o piso terão reajuste de 5,26%.

O piso salarial da categoria passou de R$ 1.140,00 para R$ 1.200,00. Com cesta básica de 200,00 e auxílio alimentação de R$ 30,00 por dia. As demais cláusulas da CCT foram mantidas. Para o presidente do Sindicato das Indústrias Extrativas de Minérios do Estado de Mato Grosso (Sindiminério-MT), Antonio Toledo Pizza, as negociações foram benéficas para ambas as partes.

"Neste último ano a crise econômica provocou maior retração do segmento de mineração. O sindicato laboral entendeu que temos de trabalhar juntos para a manutenção dos empregos e para ajudar as empresas a atravessar a dificuldade atual", explicou o presidente.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Extrativas do Estado de Mato Grosso (Stiemt), Osmar Nogueira, houve consenso entre o sindicato laboral e patronal. "Neste momento de crise em que vive o setor, temos de manter os postos de trabalho, sem ignorar as pequenas e médias empresas de mineração que são diretamente impactadas por aumentos fora da realidade", disse.


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS