Black Friday

Black Friday deixa a desejar nos descontos esse ano, principalmente nas lojas de shoppings de Cuiabá

As vendas online foram destaque em relação às lojas físicas
Terça-feira 01 de Dezembro de 2020
Redação MT Econômico
Black Friday deixa a desejar nos descontos esse ano, principalmente nas lojas de shoppings de Cuiabá

Esse ano, muitos consumidores se frustraram com a Black Friday. Apesar do aumento nas vendas, seguindo uma demanda reprimida das pessoas ávidas a comprarem, diversas lojas físicas deixaram a desejar nos descontos reais. Em Cuiabá, diversos shoppings anunciaram “super descontos”, mas na prática poucos produtos foram identificados com preço realmente atrativo.

Vale ressaltar que os empresários do comércio estão passando um ano difícil e já realizaram promoções no decorrer de 2020, talvez esse seja um dos motivos dos estoques já estarem baixos e não terem feito promoções tão agressivas na Black Friday.

O site Reclame AQUI encerrou seu monitoramento da Black Friday 2020 registrando 9.160 reclamações, enquanto que em 2019 foram 8,8 mil reclamações. Os principais problemas relatados foram propaganda enganosa, com 27,01% das reclamações.

Anteriormente o MT Econômico divulgou algumas dicas do Procon-MT para os consumidores ficarem atentos nessa data. Veja mais aqui.

As vendas online foram destaque em relação às lojas físicas. Os varejistas intensificaram os canais digitais durante a pandemia, devido às medidas de isolamento social.

A pandemia, que mudou o estilo de vida de muitas pessoas, mudou também o consumo. Com o foco no e-commerce, dados da Cielo, empresa de pagamentos, apontam que as vendas digitais aumentaram 21,2% neste ano em relação ao ano passado. Em contrapartida, as vendas físicas caíram 25,5%, mostrando uma tendência de consumo on-line que a pandemia acelerou.

Conforme noticiado pelo MT Econômico aqui, o auxílio emergencial concedido pelo Governo Federal contribuiu para que as vendas no decorrer da pandemia não se esfriassem tanto no comércio. Em Mato Grosso, além do agronegócio, principal vocação do Estado, o varejo também contribuiu no aquecimento da economia.

Leia mais: Veja dicas antes de comprar na Black Friday para não cair em armadilhas


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS