fbpx
Principal compradora de Mato Grosso, China suspende contrato de carne suína com BRF

Principal compradora de carne suína do Brasil e de Mato Grosso, a China suspendeu contrato com a BRF de Lucas do Rio Verde, segundo informação do site da Administração Geral de Alfândegas do país (GACC) publicada essa semana. A unidade é uma das maiores produtoras de carne da companhia.

De acordo com nota de esclarecimento da empresa, o embargo foi imposto à proteção suína. “A BRF confirma que recebeu notificação do GACC e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) referente à suspensão […] para exportação de carne suína. A companhia está tomando as medidas cabíveis e trabalha na reversão da situação com as autoridades chinesas e brasileiras”, disse.

A BRF assegurou ainda que trabalha com todos os critérios de segurança de alimentos. “A BRF reforça que possui confiança em seus rigorosos processos de segurança de alimentos e de qualidade e reafirma seu compromisso em continuar aprimorando os controles internos para garantir os mais elevados padrões de qualidade e segurança”.

Por sua vez, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento afirmou que a suspensão com a unidade da BRF ocorreu por problemas ocasionados no transporte da carga até a China. A empresa vai elaborar um plano de ação para evitar que suspensões como essas voltem a ocorrer.

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) disse em nota que apoiará sua associada BRF na apresentação das elucidações para restabelecimento da habilitação da unidade de Lucas do Rio Verde para a China.

“A ABPA confia que a situação será rapidamente esclarecida, restabelecendo as exportações da unidade para o mercado chinês”, garantiu no comunicado.

Leia também: Trabalhando com dificuldades, suinocultura se supera e bate recorde de produção em Mato Grosso

Tagged: , , , , , , , ,