Governo de MT vai aos EUA conhecer projeto de irrigação que é referência mundial

Uma comitiva de Mato Grosso realiza, nesta semana, visita técnica ao estado de Nebraska, nos Estados Unidos, para conhecer o projeto de irrigação implementado na região e que é referência mundial. O intuito é iniciar estudos sobre o potencial hídrico no Estado.

A missão busca a troca de conhecimentos sobre a irrigação e monitoramento hídrico, tendo como parâmetro o uso consciente das águas superficiais e subterrâneas. Iniciativa já é consolidada por Nebraska que possui a maior área irrigada do país, com 3,5 milhões de hectares, sendo que, 85% desta área, irrigada por meio de águas subterrâneas.

“As políticas públicas norte-americanas de gestão aquífera mesclam a iniciativa pública e privada, contando com distritos de recursos naturais locais para implantar a própria estrutura de governança no uso de águas subterrâneas, e o órgão estadual que gere as águas superficiais. Nebraska possui uma gestão altamente eficaz e é um modelo de suficiência para o mundo”, resume o secretário de desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, César Miranda.

Desde que chegou aos Estrados Unidos, a comitiva visitou o Departamento de Agricultura e Recursos Naturais da Universidade de Nebraska, o Parque Tecnológico e representantes locais das indústrias de pivô. Até amanhã (27), o grupo irá visitar empresas de irrigação e distritos que realizam a gestão desse processo.

ABRANGÊNCIA – A área irrigada de Nebraska corresponde a 13,5% do total no País, o que equivale a 70% de toda a área irrigada do Brasil, estimada em cerca de 5,4 milhões de hectares.

Leia também: Agência Espacial Brasileira discute tecnologias espaciais ao agro, em Cuiabá

O Estado também se destaca em produção agropecuária, ocupando o 3º e o 5º lugar na produção de milho e soja nos Estados Unidos, contribuindo com, respectivamente, 12,2% e 7,2% da área total, conforme dados do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA). Além de ser o maior produtor de carne bovina no país (16%) e o 2º maior produtor de etanol.

A delegação é formada por representantes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso (Sedec), Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), MT Participações e Projetos (MT Par), Associação dos Produtores de Feijão, Pulses, Grãos Especiais e Irrigantes de Mato Grosso (Aprofir), Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Universidade Federal de Viçosa.

Leia mais: Milho safrinha 2021/22 registra mais um recorde: antecipação histórica da colheita

CLIQUE AQUI E VEJA MAIS NOTÍCIAS DE POLÍTICA E DESENVOLVIMENTO

Tagged: , , , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: