crise

OMC aponta que queda no comércio ainda não atingiu o pior cenário

Iniciativas de apoio à renda incentivaram os consumidores a continuarem gastando
Quarta-feira 24 de Junho de 2020
MT Econômico
OMC aponta que queda no comércio ainda não atingiu o pior cenário

Entendimento da Organização Mundial do Comércio (OMC) é de que comércio mundial de mercadorias não se consolidou no pior cenário possível. Informação foi repassada nesta terça-feira (23). 

De acordo com a organização, houve uma taxa recorde de queda nos primeiros meses do ano devido a pandemia do coronavírus, mas não chegou ao pior cenário. Em abril, a previsão era de que o comércio global recuaria entre 13% e 23% em 2020. Previsão também apontou a recuperação de 21% a 24% em 2021. 

"A queda no comércio que estamos vendo agora é historicamente grande - na verdade, seria a mais acentuada já registrada. Mas há um importante lado positivo aqui: poderia ter sido muito pior", disse o diretor-geral da OMC, Roberto Azevêdo.

Isto se deve, segundo entendimento da organização, a uma reação mais rápida do governo diante da crise, em comparação à crise de 2008 e 2009, por exemplo. Iniciativas de apoio à renda incentivaram os consumidores a continuarem gastando. 

Previsão aponta que se o comércio crescer 2,5% por trimestre durante o resto do ano, projeção de queda de 13% pode ser confirmada. 

Leia mais: PIB tem queda de 6,1% em comparativo com trimestre anterior


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS