Simples Nacional

Adesão aos Simples Nacional vai até o fim de janeiro

O MT Econômico alerta que caso a empresa tenha alguma restrição terá que ajustar até 31/01
Quinta-feira 07 de Janeiro de 2021
Redação MT Econômico
Adesão aos Simples Nacional vai até o fim de janeiro

O prazo para adesão ao Simples Nacional 2021 encerra nesse mês de janeiro. Os optantes devem se atentar ao prazo, se quiserem permanecer neste regime tributário.

O MT Econômico alerta que caso a empresa tenha alguma restrição terá que ajustar até 31/01, de preferência realizar o quanto antes, pois o sistema costuma ficar congestionado nos últimos dias. 

Antes de aderir ao Simples Nacional é necessário a eliminação de possíveis pendências que poderiam ser impeditivas para o ingresso ao regime tributário, como débitos com a Receita. 

As empresas de serviço também podem aderir ao sistema simplificado de tributação.

A opção do Simples Nacional pode ser feita pela internet no site clicando no site da Receita Federal neste link.

Simples Nacional

O atual teto de faturamento para empresas do Simples Nacional é de R$ 4,8 milhões por ano, mas com uma ressalva: o ICMS e o ISS serão cobrados separado do DAS e com todas as obrigações acessórias de uma empresa normal quando o faturamento exceder R$ 3,6 milhões acumulados nos últimos 12 meses, ficando apenas os impostos federais com recolhimento unificado.

Antes de aderir pelo Simples é importante realizar uma análise tributária para ver se compensa, de acordo com a atividade e faturamento da empresa.

Para as empresas que já são tributadas no Simples, o processo de manutenção é automático. Ponto importante é que neste ano as empresas com débitos tributários não serão excluídas da tributação. A decisão pela não exclusão das empresas com débito foi atendendo uma solicitação do Sebrae diante ao atual cenário de pandemia e crise financeira.

Leia também: Sefaz intensifica fiscalização em estabelecimentos de MT que não emitem nota fiscal


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS