Debate Online

Associação Comercial de Cuiabá debate Lei Geral de Proteção de Dados

A venda online é um complemento da loja física, uma oportunidade para aqueles que não estão familiarizados com esse sistema, de aprender e mover seu negócio
Sexta-feira 11 de Setembro de 2020
Assessoria
Associação Comercial de Cuiabá debate Lei Geral de Proteção de Dados

A Associação Comercial e Empresarial de Cuiabá (ACC) realizou nesta quarta-feira (09.09), por videoconferência, a reunião mensal da entidade com os membros da diretoria. Foram abordados diversos temas relevantes ao setor, como a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), uma eventual agenda com candidatos à Prefeitura de Cuiabá e ao Senado Federal e a campanha Liquida Mato Grosso, em conjunto com o Sebrae MT.

O assessor jurídico da Associação Comercial, Rafael Furman, apresentou a LGPD, aprovada pelo Senado com vigência imediata. A lei trata de dados pessoais dos brasileiros, incluindo os acessados e compartilhados na internet e traz regras de como essas informações devem ser tratadas e armazenadas por empresas, como as que gerenciam redes sociais.

"Existe uma discussão sobre o período de vigência dessa lei, que deve entrar em vigor até o dia 15 de setembro. É importante que os empresários estejam familiarizados com o tema", explicou Rafael.

Segundo ele, todas as pessoas físicas ou jurídicas, que de alguma forma tenham atividade de tratamento de dados, tomadores de serviços e seus contratados e empregadores e empregados, devem ser submetidos aos efeitos da lei, por isso a necessidade de compreendê-la.

Sobre a agenda com os candidatos à Prefeitura de Cuiabá e ao Senado Federal, o presidente da ACC, Jonas Alves, destacou que a questão política deve ser analisada pelo setor com bastante cuidado, pois com as eleições, surgem os gestores que comandarão os municípios e tomarão decisões importantes que impactam o comércio.

"Temos essa proposta de nos reunirmos com os candidatos e trazer os empresários para essas discussões, para que os candidatos assumam compromissos com a sociedade empresarial", declarou Alves.

Todos os membros presentes concordaram com as reuniões, que devido à pandemia devem ser realizadas online. O grupo também discutiu a campanha Liquida Mato Grosso, em parceria com o Sebrae MT, que tem a finalidade de liquidar produtos do varejo através das vendas online, utilizando plataforma digital. A campanha tem previsão para ocorrer de 19 a 23 de outubro e deve estimular os negócios afetados pela pandemia.

"A venda online é um complemento da loja física, uma oportunidade para aqueles que não estão familiarizados com esse sistema, de aprender e mover seu negócio. Além disso, o Sebrae irá oferecer consultoria e investir nas mídias sociais, o que para nós é bastante vantajoso", explicou o presidente.

Para o diretor da ACC e empresário Antônio Menegassi, a pandemia motivou o setor a se reinventar e buscar novas formas comerciais. "Para nós foi uma novidade trabalhar nessa área de vendas online, é um campo para desenvolver, é um caminho, e essa parceria com o Sebrae com certeza é interessante, vamos abraçar", concluiu.

Leia mais: Consumidores têm aproveitado Semana Brasil para limpar o nome


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS