Arrendamento MT

Aumento no preço da soja e insumos faz custo do arrendamento subir 40% em Mato Grosso

Por outro lado, a mão de obra está 24,65% mais barata em 21/22
Quarta-feira 24 de Março de 2021
Redação MT Econômico
Aumento no preço da soja e insumos faz custo do arrendamento subir 40% em Mato Grosso

O aumento no custo de insumos e elevação no preço da soja fez o arrendamento de terras em Mato Grosso ter uma elevação de 40% no Estado. O produtor terá que desembolsar uma média de R$ 238,75 por hectare na safra 2021/22. Na safra anterior 2020/21, o valor pago era de R$ 170,32.

O insumo que mais encareceu para 21/22 foi a semente de soja transgênica, no qual o produtor terá que gastar R$ 387,62 para plantar um hectare. Esse valor é 11,34% maior que os R$ 348,14 gastos na safra 20/21.

Os fertilizantes e corretivos encareceram 10,10% de uma safra para outra. Em 21/22 o produtor terá que gastar R$ 999,38 por hectare com o insumo, contra os R$ 907,72 de 20/21.

Por outro lado, a mão de obra está 24,65% mais barata em 21/22, chegando a R$ 99,94 por hectare para a próxima safra, contra os R$ 132,64 da safra que termina agora.

Os dados acima fazem parte do estudo do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) apurados pelo MT Econômico.

Leia mais: Mato Grosso tem quase 50% de déficit para armazenagem de grãos


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS