Milho

Chuva anima produtores de milho, mas aumento de oferta reduz preço em MT

Por outro lado, temerosos, produtores do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina seguem limitando a oferta
Segunda-feira 23 de Novembro de 2020
Redação MT Econômico
Chuva anima produtores de milho, mas aumento de oferta reduz preço em MT

Os produtores de milho ficaram animados com as chuvas de semana passada, pois favoreceram as lavouras de milho para a safra de verão 2020/21. 

O boletim informativo do Cepea ressalta que, nesse cenário, os preços de comercialização do milho continuam registrando movimentos distintos dentre as regiões acompanhadas pelo Cepea. 

Em Mato Grosso houve um ligeiro aumento na oferta e consequente queda no preço de 0,11%. Por outro lado, temerosos, produtores do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina seguem limitando a oferta – levando, inclusive, consumidores a buscarem o milho em Mato Grosso do Sul. Esse contexto sustenta as cotações do milho nestes estados do Sul.

Na semana passada a cotação do milho em Mato Grosso foi fechada a R$ 64,36/sc.

Perspectivas

O estado de Mato Grosso é o maior produtor nacional de milho segunda safra, com previsão de plantar 5,4 milhões de hectares e uma expectativa de produção de 34,3 milhões de toneladas, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

A expansão de área para a primeira safra é estimada em 4,1%, alcançando 42,2 mil hectares. Ainda assim, a previsão é de uma queda de 5,1% no total produzido, estimado em 327 mil toneladas. A diminuição é explicada por uma produtividade menor, de 7.643 quilos por hectare, 8,9% abaixo do alcançado na safra passada.

Leia mais: Com aumento do consumo interno, exportação de milho tem queda de mais de 30%


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS