Pós-pandemia

Com fim de ano se aproximando, pesquisa mostra otimismo dos empresários de Cuiabá

O destaque mensal da pesquisa ficou para o componente que avalia as condições atuais do empresário do comércio, que chegou a 96 pontos, aumento de 8%
Quinta-feira 26 de Novembro de 2020
Redação
Com fim de ano se aproximando, pesquisa mostra otimismo dos empresários de Cuiabá

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) em Cuiabá, registrou 124 pontos em novembro, apresentando melhora consecutiva em relação aos meses anteriores deste ano.

Os dados fazem parte da pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e divulgada, nesta quarta-feira (25), pela Fecomércio-MT. O mês avaliado se aproxima do mês de novembro do ano passado (129 pontos).

O destaque mensal da pesquisa ficou para o componente que avalia as condições atuais do empresário do comércio, que chegou a 96 pontos, aumento de 8%, próximo ao nível de otimismo (acima de 100 pontos). Ainda assim, o valor é 7,4% menor se comparado com o registrado em novembro passado (103,6 pontos).

O presidente da Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior, reforça que as festas de fim de ano contribuem para o faturamento das empresas, mesmo que em nível menor do que o registrado no ano passado, devido aos efeitos da pandemia por Covid-19. “Mesmo com os resultados inferiores aos do ano passado, a pesquisa apontou a quinta melhora consecutiva, o que contribui para aquecer ainda mais o varejo na capital e no estado”. 

O índice que mede as intenções de investimento também se mostrou positivo no mês, com alta de 2,3%, atingindo 112,9 pontos. O resultado atual está 1,6% abaixo do verificado em setembro de 2019, quando computava 114,7 pontos. Com relação à contratação de funcionários, houve aumento de 4,9% sobre o mês anterior e de 3% na comparação com o mesmo período do ano passado, alcançando 145,8 pontos.

Das 181 empresas entrevistadas, 86,8% das empresas pretendem contratar funcionários neste período. Das empresas que possuem mais de 50 funcionários, todas têm expectativas de aumentar o quadro de funcionários. Já as que empregam até 50 funcionários, o índice cai para 86,5%.

Leia mais: Veja dicas antes de comprar na Black Friday para não cair em armadilhas


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS