Fornecimento de Gás

Com rompimento do gasoduto em Livramento, Distrito Industrial de Cuiabá pode ficar sem gás em uma semana

No Distrito Industrial, algumas empresas utilizam o produto como fonte de energia para alimentar as caldeiras
Sexta-feira 05 de Fevereiro de 2021
Redação MT Econômico
Com rompimento do gasoduto em Livramento, Distrito Industrial de Cuiabá pode ficar sem gás em uma semana

Na semana passada houve um rompimento do gasoduto em Nossa Senhora do Livramento. A estrada na região precisou até ser interditada para evitar danos aos motoristas que passavam no local, sob risco de explosão.

O MT Econômico noticiou o fato ocorrido, que segundo a empresa e o governo do estado que estão acompanhando o processo ainda haveria gás armazenado para 30 dias. Veja mais aqui.

No entanto, o estoque de gás está acabando e a Associação das Empresas do Distrito Industrial de Cuiabá (Aedic) por meio da presidente Margareth Buzetti, alerta que o problema seja resolvido até semana que vem, pois o Distrito Industrial que utilizam o gás natural como fonte de energia têm estoque para até a próxima semana. 

“De acordo com a informação dada pela MT Gás, até amanhã tem fornecimento normal e depois devem ficar com o estoque próprio das indústrias. A Âmbar Energia, empresa responsável pelo gasoduto, pediu 10 dias de prazo, talvez fique pronto até antes. Então muito provavelmente na próxima semana já volta a funcionar”, afirmou.

O gasoduto é de propriedade da GasOcidente e é responsável por transportar gás da Bolívia para Mato Grosso. Ele se inicia na fronteira com o país vizinho, em Cáceres, e atravessa Nossa Senhora do Livramento, Poconé, Várzea Grande e Cuiabá. O destino final é a Usina Termoelétrica Cuiabá.

No Distrito Industrial, algumas empresas utilizam o produto como fonte de energia para alimentar as caldeiras. Apesar do estoque, conforme explicou Buzetti, a parte comprometida foi a do gás utilizado nos veículos, que não tem condições de ser armazenado.

“Existe a preocupação dos empresários porque tem um trauma da interrupção de fornecimento do passado”, finaliza Buzetti.

Leia mais: Dutos de gás serão construídos em Mato Grosso e devem beneficiar indústrias, motoristas de aplicativo e transportadores


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS