Confiança empresarial

Empresários do comércio de Cuiabá voltam a ficar confiantes com o setor

Dos componentes que compõem a pesquisa, o destaque ficou para o índice que avalia as condições atuais da economia e do comércio (+33,3%), saindo de 57,1 pontos em agosto para os atuais 76,1.
Terça-feira 22 de Setembro de 2020
Fecomércio
Empresários do comércio de Cuiabá voltam a ficar confiantes com o setor

Após quatro meses registrando números considerados pessimistas pelo Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) em Cuiabá, a pesquisa de setembro divulgada pela Fecomércio-MT voltou a trazer resultado satisfatório ao atingir 111 pontos. A melhora observada foi de 18,7% sobre o mês anterior e já chega a 50,2% se comparado ao pior índice desde o início da pandemia por Covid-19, em junho, quando somou 73,9 pontos.

De acordo com o presidente da Fecomércio de Mato Grosso, José Wenceslau de Souza Júnior, a flexibilização das medidas de distanciamento social tem contribuído para a retomada das atividades econômicas e, consequentemente, com o otimismo da classe empresarial. “Apesar do impacto em determinados segmentos do comércio, conseguimos retomar as atividades mais rapidamente, o que contribuiu para a rápida recuperação do otimismo do empresariado na capital e no estado”, afirmou.

Dos componentes que compõem a pesquisa, o destaque ficou para o índice que avalia as condições atuais da economia e do comércio (+33,3%), saindo de 57,1 pontos em agosto para os atuais 76,1. Ainda assim, o índice atual está 29,6% inferior na comparação com o mesmo período do ano passado, quando se encontrava na zona de satisfação da pesquisa, com 108,1 pontos.

Com relação ao indicador que monitora a expectativa do empresário do comércio, houve alta de 14,5% no mês (151,9 pontos). Das 181 empresas entrevistadas em Cuiabá, 79,3% acreditam na melhora da economia a curto prazo. Com relação à expectativa para o setor, 87,2% esperam uma melhora no comércio.

O índice que mede as intenções de investimento também se mostrou positivo no mês, com alta de 15,8%, atingindo 105 pontos. O resultado atual está 5,1% abaixo do verificado em setembro de 2019, quando computava 110, 6 pontos. Aproximadamente, três em cada quatro empresas (75,1%) pretendem contratar funcionários em setembro. No mês passado, eram aproximadamente duas empresas que tinham essa intenção (52,6%), e em julho – pior índice da pesquisa – eram apenas 29,9% das empresas.

Ainda para José Wenceslau, “a Fecomércio sempre orientou os comerciantes a respeitarem todas as medidas de biossegurança impostas pelos órgãos de saúde. Acreditamos em uma recuperação geral das atividades do comércio o mais rápido possível”, finalizou o presidente da Fecomércio-MT.

Leia mais: Empresários estão se adaptando mais rapidamente às novas condições do mercado, diz pesquisa CDL


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS